JPMotos
Exposição à luz pode causar danos à visão
4 de junho de 2017 às 05:55

30 de Maio de 2017 – Blue Filter – GrandVision by Fototica.
– Vida – 03vi0304 – NLVL

Pesquisas mostram que já são mais de 72,4 milhões de pessoas que possuem smartphones. Segundo levantamento feito pela Nielsen Ibope, na maioria dos casos, o uso é tão frequente e compulsivo que o usuário não dispensa o dispositivo móvel nem para ir ao banheiro.

Conforme o especialista ótico, da Grand Vision by Fototica, Gustavo Menino, o excesso de exposição à luz azul emitida pelas telas dos aparelhos é prejudicial à saúde ocular, leva ao cansaço dos olhos e pode ocasionar danos sérios à visão.

Uma inovação apresentada na Expo Abióptica, evento realizado de 24 a 27 de maio, no Transamérica Expo Center, em São Paulo, é o tratamento Blue Filter, um antirreflexo capaz de reter os raios emitidos por celulares, smartphones, tablets e outros aparelhos eletrônicos.

Benefícios

A tecnologia evita a fadiga visual, protege os olhos da claridade emitida em excesso pelas telas dos eletrônicos, neutralizando-a e prevenindo dos problemas relacionados ao uso contínuo.

Existe uma reclamação constante das pessoas que utilizam com frequência equipamentos eletrônicos. Muitos sentem os olhos irritados e a visão meio embaçada. É um alerta de que as novas tecnologias podem afetar diretamente a saúde ocular. “Por isso, a preocupação em prevenir para que isso não aconteça”, ressalta Gustavo Menino.

O tratamento Blue Filter ajuda na redução do cansaço, garante maior conforto para a visão, melhora o contraste e a nitidez da imagem”, completa o especialista ótico.

Luz Azul

A técnica pode ser aplicada em lentes mono ou multifocais. Protege contra os raios UVA e UVB e o residual de antirreflexo azul, com características que as tornam resistentes e de fácil limpeza.

A luz azul não é totalmente nociva aos olhos. Ela se faz necessária para que o sistema biológico seja regulado, principalmente no período da manhã, dando estímulo e fazendo com que a produção de hormônios como serotonina e cortisol façam com que o ser humano saiba que é o momento de estar desperto.

Necessidade

Porém, devido à necessidade do uso de equipamentos eletrônicos, a pessoa passa a ter um descompasso no sistema de reconhecimento e de recepção dessa luz, por conta do excesso de exposição ao longo do dia, principalmente, na parte da noite, período no qual o organismo biológico não está acostumado a receber informação e a exposição à luz azul.

Essa situação faz com que a pessoa adquira distúrbio do sono, gera cansaço, fadiga visual e dor de cabeça. Sintomas bastante recorrentes nas crianças na fase escolar.

“A lente tem uma característica estética bem agradável e harmoniza todo o rosto. O diferencial dela é sanar os sintomas de desconforto e melhorar a qualidade de vida do usuário”, diz Gustavo Menino.

Inovação

“A tecnologia blue filter apresenta um excelente custo benefício na melhoria da qualidade de vida do usuário”

Gustavo Menino – Especialista ótico

*A jornalista viajou a São Paulo a convite do evento.

145 total views, 1 views today

ComentáriosComentários