JPMotos
Armas apreendidas no Ceará não serão mais armazenadas em fóruns
24 de janeiro de 2019 às 11:11
49
Visualizações

As armas de fogo apreendidas e vinculadas a processos judiciais não ficarão mais armazenadas em nos fóruns do Poder Judiciário cearense. A guarda ficará sob a responsabilidade dos Batalhões de Polícia Militar, conforme acordo feito entre o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) e a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE).

Conforme o convênio, o Depósito de Provas Bélicas do Tribunal fará o recolhimento das armas pelo menos duas vezes a cada semestre ou quando os cofres estiverem cheios e tomará as providências necessárias, como por exemplo, encaminhá-las ao Exército Brasileiro para destruição.

Arrombamento em busca de armas

Nos últimos anos, vários fóruns do Ceará foram arrombados e tiveram as armas apreendidas furtadas. De acordo com o Presidente do TJCE, desembargador Gladyson Pontes, o convênio atende a um pedido feito por juízes do interior do estado, onde esse tipo de crime é mais frequente.

“A iniciativa trará muitos benefícios, principalmente, em proporcionar mais segurança aos fóruns e, consequentemente, às pessoas que trabalham ou circulam nos respectivos prédios. Com isso, as unidades judiciárias deixarão de ser possíveis alvos de ações criminosas na procura de armas.”

Os Batalhões de Polícia que abrigarem o armamento não poderão fazer convênios com instituições públicas ou privadas com objetivo de autorizar o uso ou doação dos armas que estejam sob sua custódia.

G1 Ceará

ComentáriosComentários