JPMotos
Comoção e revolta marcam sepultamento de líder sindical morto com golpes de enxada , acusado esta preso!
20 de março de 2018 às 08:42
1.518
Visualizações

vitima

Foi sepultado sob muita comoção e revolta manhã deste domingo dia 18, no cemitério São João Batista em Ipaumirim, o corpo do agricultor JOAQUIM FERREIRA DE HOLANDA Seu (ZUCA) de 74 anos casado pai de três de filhos.

Por volta das 06h30min, o cortejo seguiu de residência do mesmo no Alto Bandeirante até o Sindicato dos Trabalhadores no centro da cidade. Homem do campo o aposentado fazia parte da direção do órgão onde era tido como conselheiro.

No STR, todos estão chocados com a forma que o companheiro de incontáveis lutas foi morto. Várias homenagens foram prestadas para este cidadão simples que em vida, atuou em diversos momentos em defesa da coletividade.

Um momento emocionante foi a fala de seu filho (Carlinhos), que não demonstrou ódio pelo acusado de ter tirado a vida de seu genitor. Para ele, a memoria de seu pai deve ser lembrada sim, mas, que não ajam pensamentos negativos contra o executor do crime.

                                     Após a missa de corpo presente que reuniu amigos e familiares, autoridades locais e uma representação da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará, o cortejo retomou o trajeto.

 

Por volta das 10hrs, o caixão foi levado para o sepultamento acompanhado por um grande número de pessoas.

Nós gravamos entrevistas com o presidente do STR/IP, o Representante FETRAECE e com um filho da vítima.

Inicialmente Antônio Maria de Alexandria (Toinho) presidente do STR, destacou a importância do amigo nas batalhas sindicais e confirmou que já acionou a assessoria jurídica da entidade, para acompanhar de perto este caso, para que a justiça seja feita.

Já para Joatan Magalhães da FETRAECE Cariri, a notícia da morte e como se tudo aconteceu, causou comoção em todo movimento sindical do estado. Ele também destaca a participação de seu Zuca nas lutas organizadas pelo sindicato.

Carlinhos

Ouvimos ainda, o filho do idoso, que revelou  como soube da morte do pai. Ele estava trabalhando quando tomou conhecimento do ocorrido. De acordo, como ele, entre seu pai o acusado tinha uma rixa, que teria se originalizado no ano passado quando o acusado LUIZ PEREIRA MONTEIRO, teria plantado algumas “carreiras” de legumes na roça da vítima.  Mesmo com o emocional abalado ele disse que a família entregue a tudo nas mãos de Deus. Mais cedo no STR ele condenou qualquer pensamento de vingança.

Seu Zuca foi morto a golpes de enxada,  na tarde da última sexta-feira 16, enquanto labutava em seu roçado, algo que o ancião gostava de fazer. Mesmo sem precisar mais trabalhar, o agricultor plantava todo ano para manter a tradição e poder oferecer à sua família, como sempre, o resultado de uma vida inteira de intimidade com a terra, a mesma terra que ficou encharcada com seu sangue.

Luiz

O acusado que aparenta ter aproximadamente 50 anos foi preso em flagrante e está na cadeia de Umari, onde espera pela audiência de custódia. Segundo as primeiras informações Luiz Alega  legítima defesa o que não convence, até porque, o corpo de seu Zuca estava nas extremidades de seu roçado que fica a muitos metros de distancia do plantio do acusado, o que indica que o assassino veio até a vítima. A polícia não descarta luta corporal pelo fato de no local haver vestígios que reforçam a tese.

Arma do Crime

O delegado do caso Dr. Felipe Lira deve segue com as investigações.

 

                    

Redação: Jotha Herre

Folha

ComentáriosComentários