JPMotos
Pesquisa mexicana aponta Fortaleza como a sétima cidade mais violenta do mundo
8 de março de 2018 às 16:16
86
Visualizações

Conforme a pesquisa, entre 2016 e 2017, Fortaleza teve um crescimento de 85 por cento nos homicídios

Dezessete cidades brasileiras estão entre as 50 consideradas mais violentas do mundo, e entre elas aparece Fortaleza. A capital cearense é destaque neste ranking da criminalidade mundial de acordo com a organização de sociedade civil mexicana Segurança, Justiça e Paz, que faz o levantamento anualmente, com base nas taxas de homicídios na proporção por 100 mil habitantes. Entre 2016 e 2017, houve um aumento de 85 por cento de assassinatos, subindo de 44,98 para 83,48 mortos por cada 100 mil.

Conforme a pesquisa, as três cidades mais violentas do mundo são, pela ordem: Los Cabos (México), com uma taxa de 111,33 homicídios por cada grupo de 100 mil habitantes); Caracas (Capital da Venezuela), com 111,9; e Acapulco (no México), com taxa de 106,63.

Em terceiro ligar já aparece uma cidade brasileira, no caso, Natal, a Capital do estado do Rio Grande do Norte, com 102,56 homicídios por cada 100 mil habitantes.

Fortaleza

Na pesquisa da organização mexicana, Fortaleza aparece em sétimo lugar. De acordo com o ranking, na capital cearense a taxa de assassinatos, entre 2016 e 2017, ficou em 83,48 mortos para cada grupo de 100 mil habitantes.

Além de Fortaleza e Natal, outras 15 cidades brasileiras com mais de 300 mil habitantes e que integram a lista das mais violentas do mundo, são: Belém/PA (taxa de 71,38 homicídios para cada 100 mil habitantes), Vitória da Conquista/BA (70,26), Maceió/AL (63,94), Aracaju/SE (58.88), Feira de Santana/BA (58,81), Recife/PE (54,96), Salvador/BA (51,58), João Pessoa/PB (49,17), Manaus/AM(48,07), Porto Alegre/RS (40,96), Macapá/AP (40,24), Campo de Goytacazes/RJ (37,53), Campina Grande/PB (37,29), Teresina/PI (37,05) e Vitória/ES (36.07).

O ranking mostra que a América Latina é o continente com maior número de cidades mais violentas do mundo. Das 50 cidades listadas, apenas oito não são latino-americanas. Doze delas são cidades do México

Fonte: UOL Notícias

ComentáriosComentários