JPMotos
Sobe para 21 o número de açudes que sangraram em 2019 no Ceará
25 de março de 2019 às 05:00
20
Visualizações

açude Caldeirões, em Saboeiro, no Alto Jaguaribe, sangrou neste domingo (24). O reservatório foi a vigésima primeira represa cearense a atingir 100% do volume, entre as monitoradas pela Companhia da Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).

Angicos, no município de Coreaú, interior do Ceará, tinha sido o último açude até então a chegar ao volume máximo. O reservatório tem capacidade de 56,05 milhões de metros cúbicos, já Caldeirões tem 1,13 milhões de metros cúbicos, de acordo com a Cogerh.

Ainda de acordo com a companhia, do total de açudes monitorados, 95 estão com capacidade inferior a 30%.

Veja lista completa de açudes que sangraram monitorados pela Cogerh:  

  1. Caldeirões, em Saboeiro (volume de 1,13 milhões m³)
  2. Angicos, em Coreaú (volume de 56,05 milhões m³)
  3. São Vicente, em Santana do Acaraú (volume de 9,84 milhões m³)
  4. Quandú, em Itapipoca (volume de 3,37 milhões m³)
  5. S. Pedro Timbaúba, em Miraíma (volume de 15,768 milhões m³)
  6. Gavião, em Pacatuba (volume de 33,3 milhões m³)
  7. Itapebussu, em Maranguape (volume de 12,43 milhões m³)
  8. Acaraú Mirim, em Massapê (volume de 36,71 milhões de m³);
  9. Jenipapo, em Meruoca (volume de 3,5 milhões de m³);
  10. São José I, em Boa Viagem (volume de 7,67 milhões de m³);
  11. Diamantino II, em Marco (volume de 18,04 milhões de m³);
  12. Itaúna, em Granja (volume de 72,58 milhões de m³);
  13. Gangorra, em Granja (volume de 54,4 milhões de m³)
  14. Tucunduba, em Senador Sá (volume de 41,43 milhões de m³);
  15. Gameleira, em Itapipoca (volume de 52,64 milhões de m³);
  16. Batente, em Ocara (volume de 37 milhões de m³);
  17. Cauipe, em Caucaia (volume de 12 milhões de m³);
  18. Cocó, em Fortaleza (volume de 5,1 milhões de m³);
  19. Germinal, em Palmácia (volume de 2,107 milhões de m³);
  20. Maranguapinho, em Maranguape (volume de 9,35 milhões de m³);
  21. Tijuquinha, em Baturité (volume de 421.067 m³)

Diário do Nordeste

ComentáriosComentários