JPMotos
0x0: Paraná segura o Vitória em casa e se classifica para as oitavas da Copa do Brasil
20 de abril de 2017 às 06:53

Com a vitória fora em Salvador por 2 a 0, o Paraná Clube tinha como missão segurar um Vitória sedento por um resultado positivo para evitar a desclassificação na Copa do Brasil. E foi o que fez na noite desta quarta-feira, na Vila Capanema. No primeiro tempo a defesa alivou a vida do goleiro paranista nas poucas chances criadas pela equipe adversário. Já no segundo tempo, o Vitória foi no desespero chutando de todas as formas, mas parando no goleiro Leo, que fez grandes defesas até os 47 minutos do segundo tempo. Com o resultado de 0 a 0, o Paraná segue para as oitavas de final.

COMO FICA

O Paraná está classificado para as oitavas de final e aguarda do seu adversário do sorteio que será realizado nesta quinta-feira, ao meio dia. O tricolor pega um dos times que estão na Libertadores: Chapecoense, Botafogo, Atlético-PR, Flamengo, Santos, Grêmio, Palmeiras e Atlético-MG

PRIMEIRO TEMPO

Precisando do resultado, o Vitória ser organizou bem para ter a posse de bola e tentar os gols. Mas a boa armação paranista impediu que a posse de bola adversária se transformasse em chances reais de gol. Apesar da pressão por gols, o primeiro tempo ficou bem abaixo do esperado para quem luta por um placar elástico para obter a vaga.

SEGUNDO TEMPO

No segundo tempo, a pressão do Vitória foi ainda maior, mas a sorte não estava do lado baiano. Os chutes a gol foram inúmeros, mas muitos para fora e outros com grandes defesas do goleiro Leo, do Paraná, que tomou apenas um gol em casa desde o início da temporada. Sem ver a situação mudar, o técnico Argel foi mudando o meio de campo para municiar o ataque, que lutou até o último minuto. Pineda desperdiçou aos 46 minutos de dentro da área.

NOTA TRISTE

Cerca de 20 torcedores do Paraná Clube dirigiram gritos preconceituosos para a torcida do Vitória, durante o jogo. Na divisa entre as torcidas, durante o intervalo de partida, alguns paranistas gritavam ofensas em relação aos baianos, como “vai trabalhar, Bolsa Família” e “deixa de preguiça, acarajé”. Em coro, o grupo também cantava “Bolsa Família” para os torcedores do Vitória. O programa de assistência social e transferência de renda do governo federal é destinado a famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 170 mensais, e tem no Nordeste a metade dos beneficiários, de acordo com informações oficiais.

 

49 total views, 1 views today

ComentáriosComentários