JPMotos
Brasil de Pelotas vence Juventude e derruba último invicto na Série B
21 de junho de 2017 às 05:45

O Brasil de Pelotas acabou com a invencibilidade do Juventude na Série B. Na noite desta terça-feira, o time de Rogério Zimmermann derrotou a equipe alviverde por 2 a 1, no Estádio Alfredo Jaconi. Com o resultado, o Brasil alcançou 14 pontos na competição, enquanto o Ju parou nos 18.

A partida marcou o reencontro do meia Wagner, do Brasil de Pelotas, com o Juventude. No início do ano, o jogador atuou no rival de Caxias e ficou marcado pelas provocações contra o time alviverde. A curiosidade é que o jogador não perdeu para o clube da serra em 2017.

Para o jogo, o Juventude teve um desfalque quase de última hora. Na segunda-feira, o meia Leílson foi confirmado fora do confronto após ser constatado que estava com caxumba. Assim, o técnico Gilmar Dal Pozzo confirmou Wallacer como substituto. Como houve atraso no retorno de Belém, o grupo alviverde não conseguiu fazer treinamento antes do duelo.

O Jogo – O Juventude começou pressionando. Logo aos dois minutos de jogo, Wallacer cobrou falta na área e Fahel desviou de cabeça, exigindo bela defesa do goleiro Eduardo Martini, Porém, não valia mais nada, pois o volante alviverde estava impedido. Em mais uma chegada do Ju, o atacante Tiago Marques carregou a bola até a entrada da área e chutou cruzado para fora.

Com os esquemas espelhados, os times pouco chegavam perto da área, e arriscavam finalizações a longa distância. Com o passar do tempo, as equipes foram se abrindo e se expondo mais.

Aos 13 minutos, Ramon se adiantou e conseguiu recuperar uma bola para o Juventude. O jogador carregou até perto do gol, mas, na conclusão, a bola bateu na coxa do jogador do Brasil e saiu para escanteio. Na cobrança de Bruno Collaço, a zaga do Xavante afastou e, no rebote, Wallacer pegou de primeira com força. A bola desviou na defesa, passando perto da trave esquerda do goleiro Martini.

Em boa oportunidade do Brasil de Pelotas, o meia Bruno Lopes recebeu lançamento, invadiu a área e chutou muito fraco no gol. O goleiro do Ju defendeu facilmente. Aos 21 minutos, o arqueiro Matheus saiu jogando errado, a bola sobrou para Bruno Lopes, que arrancou em direção ao gol, concluindo para fora.

O Brasil de Pelotas abriu o placar aos 30 minutos. Em contra-ataque, o atacante Rafinha recebeu na esquerda um lançamento de Lincom, carregou até a entrada da área e chutou muito forte e rasteiro, sem chances para o goleiro Matheus.

Com vantagem no placar, o Xavante recuou e começou a apostar ainda mais nos contra-ataques. Enquanto isso, o Juventude não achava espaços para furar a defesa adversária e apostava no famoso chuveirinho para a área. Na última chance da primeira etapa, Vinicius invadiu a área e tocou para Diego Felipe finalizar alto sobre o gol de Martini.

Segundo tempo

Os dois times voltaram dos vestiários com mudanças. No Juventude, o técnico Gilmar Dal Pozzo tirou Juninho e colocou Caprini. Já o comandante Xavante optou por Leandro Leite no lugar de João Afonso.

Precisando do resultado, o Juventude começou pressionando. Aos três minutos, Tiago Marques sofreu falta na entrada da área. Na cobrança, Wallacer bateu colocado no meio do gol, e o goleiro Eduardo Martini fez a defesa.

O Juventude empatou com uma bela colaboração do goleiro adversário. O meia Caprini dominou de costas para o gol, girou e chutou forte. O arqueiro xavante tocou fraco na bola, que estava indo bem devagar para a linha de fundo, mas Ramon apareceu para pegar o rebote de primeira. A redonda bateu na trave e no zagueiro Evaldo antes de entrar no gol.

Aos 19 minutos, o Xavante perdeu uma ótima chance de passar à frente novamente no placar. Em cobrança de falta de Marlon, o meia Wagner apareceu livre, cara-a-cara com o goleiro, e finalizou de primeira, mandando alto para fora.

Aos 28 minutos, Rafinha cobrou falta com perfeição, mas o goleiro Matheus salvou o Juventude, mandando para escanteio. Após a batida, o zagueiro Leandro Camilo cabeceou, encobrindo o arqueiro alviverde e deixando o Brasil de Pelotas na frente do placar.

O Juventude se jogou ao ataque buscando o empate, mas pecava no último passe e não conseguia finalizar ao gol. No último lance do jogo, Ramon pegou o rebote e, de fora da área, chutou forte perto do gol, mas não deu. O Ju conheceu a sua primeira derrota na Série B.

Os dois times retornam a campo no sábado, às 16h30 (de Brasília), pela 10ª rodada. Em Pelotas, no Estádio Bento Freitas, o Brasil recebe o Internacional, enquanto o Juventude viaja para o Paraná, onde enfrenta o Londrina, no Estádio do Café.

FICHA TÉCNICA
JUVENTUDE 1 X 2 BRASIL DE PELOTAS

Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)
Data: 20 de junho de 2017, terça-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: João Batista de Arruda (RJ)
Assistentes: Eduardo de Souza Couto e Gabriel Conti Viana (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Fahel, Wanderson e Wallacer (Juventude); Marlon, Wagner e Evaldo (Brasil de Pelotas)
GOLS: JUVENTUDE: Ramon, aos 13 minutos do segundo tempo; BRASIL-RS: Rafinha, aos 30 minutos do primeiro tempo; Leandro Camilo, 28 minutos do segundo tempo

JUVENTUDE: Matheus, Vinicius, Domingues, Ruan Renato e Bruno Collaço; Fahel (João Paulo), Diego Felipe (Bruninho), Wallacer, Juninho (Caprini), Ramon e Thiago Marques.
Técnico: Gilmar Dal Pozzo

BRASIL DE PELOTAS: Eduardo Martini; Wender, Leandro Camilo, Evaldo, Itaqui; Marlon (Breno), Wagner, João Afonso (Leandro Leite); Lincom, Rafinha e Bruno Lopes (Marcinho)
Técnico: Rogério Zimmermann

Gazeta Esportiva

125 total views, 1 views today

ComentáriosComentários