JPMotos
Ceni vibra com título inédito do Nordeste e declara amor ao Fortaleza: “Me sinto bem”
30 de maio de 2019 às 06:32
17
Visualizações

O título inédito do Fortaleza na Copa do Nordeste conquistado sobre o Botafogo/PB, nesta quarta-feira (29), é apenas o segundo de um clube cearense no torneio – o primeiro foi do Ceará, em 2015. A representatividade do Estado na galeria de troféus é pequena se comparada com os feitos de Pernambuco e Bahia, mas serve para coroar uma última década vitoriosa do futebol local no cenário nacional.

Reconhecidos pela paixão do torcedor nas arquibancadas e grandes esquadrões que revelaram jogadores como Clodoaldo, Mota, Mozart, Sérgio Alves, entre tantos ídolos, o Ceará carece de mais títulos para se aproximar dos vizinhos da região. No entanto, a disparidade e o protagonismo têm mudado de contexto nos últimos 10 anos.

O primeiro título nacional cearense veio do Interior, com o Guarany de Sobral. Campeão da Série D do Brasileiro em 2010, o Bugre escreveu o nome na história como pioneiro ao vencer o América/AM na decisão. Durante a campanha, eliminou Santa Cruz e Sampaio Corrêa no mata-mata.

Estádio do Junco
Bugre usou a força do Estádio do Junco na conquista nacionalFoto: Marcelino Júnior

A temporada seguinte reservou um feito internacional: um representante cearense na Copa Sul-Americana após 16 anos. Única equipe a disputar torneios no exterior, o Ceará até venceu o São Paulo na partida de ida, mas foi eliminado pelo Tricolor paulista, no Morumbi, e acabou eliminado na primeira fase.

Sul-Americana
Ceará é o único time do Estado a disputar torneios internacionaisFoto: divulgação / Ceará SC

A terra alencarina esteve em evidência também no ano de 2015, quando o Ceará foi campeão da Copa do Nordeste de forma invicta. A vitória na final sobre o Bahia, por 2 a 1, registrou 63.399 torcedores na Arena Castelão, o maior público da temporada na época, tendência mantida nas competições seguintes.Ver imagem no Twitter

Ver imagem no Twitter

Ceará Sporting Club@CearaSC

É CAMPEÃO! O Ceará venceu o Bahia novamente e conquistou o título do Nordestão 2015 de forma invicta! #VivoEssaPaixão 20500:21 – 30 de abr de 2015276 pessoas estão falando sobre issoInformações e privacidade no Twitter Ads

O título de expressão nacional conquistado, no entanto, é do Fortaleza: campeão da Série B do Brasileiro em 2018 sob o comando do técnico Rogério Ceni. No retorno à segunda divisão, a equipe quebrou o recorde de maior pontuação consecutiva na era dos pontos corridos e garantiu o acesso para a elite com duas rodadas de antecedência.

Fortaleza
Gustavo foi o artilheiro do Brasil na temporada, com 30 gols, e grande nome da conquista da Série B tricolorFoto: arquivo / SVM

A mesma temporada devolveu também o brilho do Ferroviárionacionalmente, com o clube fazendo história em duas competições. Pela Copa do Brasil, o time obteve a melhor campanha desde a fundação ao chegar na 4ª fase e adquirir R$ 4,3 milhões. Já na Série D, com o técnico Marcelo Vilar, a equipe entrou para o rol dos campeões nacionais e faturou o troféu de maior valor do Tubarão da Barra.  

Elite especial

Clássico-Rei
Equipes se enfrentam no Brasileirão dia 4 de agosto, com mando de campo alvinegroFoto: Camilla Lima / SVM

O ano de 2019 escreveu o capítulo mais glorioso do Clássico-Rei, com Ceará e Fortaleza se enfrentando na Série A do Campeonato Brasileiro pela primeira vez na era dos pontos corridos. Na primeira divisão, o reencontro ocorre depois de 26 anos. 

O primeiro jogo está marcado para o dia 4 de agosto, na Arena Castelão, com mando alvinegro. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ainda vai definir o horário do duelo.

Diário do Nordeste

ComentáriosComentários