JPMotos
Com árbitro de vídeo, quartas de final da Copa do Brasil são definidas
30 de maio de 2018 às 11:41
42
Visualizações

Foram definidos nesta quarta-feira os confrontos válidos pelas quartas de final da Copa do Brasil. Embora nem todas as equipes tenham confirmado sua classificação à próxima fase do torneio, a CBF optou por estabelecer quem protagonizará cada chave. O Corinthians enfrentará a Chapecoense, enquanto o Palmeiras enfrenta Bahia ou Vasco. O Santos, por sua vez, espera o resultado de Cruzeiro x Atlético-PR. Já o Flamengo terá pela frente o Grêmio. Os duelos acontecerão nos dias 1, 8, 15 e 29 de agosto.

Em meio a polêmicas envolvendo a arbitragem, a CBF optou por implantar o VAR (sigla em inglês para árbitro de vídeo) nas quartas de final. O diretor de competições da CBF, Manoel Flores, garantiu que os juízes passarão por um treinamento antes de entrarem ação.

Ainda há duas vagas para as quartas de final que só serão preenchidas após a Copa do Mundo. Por conta de um compromisso do Flamengo pela Libertadores na mesma data em que o duelo de volta entre Vasco e Bahia havia sido marcado, a CBF teve de adiar a partida do Cruz-Maltino para o dia 16 de julho. O Tricolor de Aço, no entanto, é quem leva vantagem, uma vez que venceu na ida por 3 a 0.

Também por causa da Libertadores o Cruzeiro é outro clube que terá de esperar para definir sua vida na Copa do Brasil. Após vencer o Atlético-PR na ida por 2 a 1, o time comandado por Mano Menezes, assim como o Vasco, entrará em campo somente no dia 16 de julho para buscar a classificação, uma vez que na data previamente marcada para o confronto com o Furacão já tinha compromisso pelo torneio continental.

A partir de agora não haverá mais sorteios. Como o Corinthians está do mesmo lado da chave que Flamengo e Grêmio, o clube só fará um clássico com Palmeiras ou Santos em uma eventual decisão. O Verdão e o Peixe, no entanto, podem se encontrar na semifinal.

A Copa do Brasil é nesta temporada o torneio nacional que mais paga ao vencedor. O clube campeão irá faturar nada mais, nada menos que R$ 50 milhões caso leve a melhor na grande final. Além dessa quantia, a agremiação detentora do título naturalmente irá lucrar mais que isso. Caso o time campeão seja um daqueles que competiram desde a primeira fase, a premiação total chega a R$ 67 milhões.

gazetaesportiva

ComentáriosComentários