JPMotos
Com medo de caso Moisés, Corinthians consulta Conmebol por Jadson e Fagner
11 de fevereiro de 2017 às 10:03

20170210091515_8659_capa

Com receio do caso Moisés se repetir, o Corinthians deu início nesta quinta-feira a uma consulta à Conmebol para conhecer as condições de jogo de Jadson e Fagner. O clube disputará a Copa Sul-Americana a partir de abril. Os atletas foram expulsos de campo nas últimas partidas da Libertadores e podem estar impossibilitados de entrar em campo.

“Estamos fazendo uma consulta à Conmebol. Como vai demorar para acontecer esse jogo, até lá vamos ter uma posição”, explicou o advogado do clube, João Zanforlin, à reportagem do UOL Esporte.

A postura alvinegra se dá um dia depois de o clube quase escalar irregularmente o lateral esquerdo Moisés na estreia da Copa do Brasil. O jogador foi punido com três jogos de suspensão no fim do ano passado, quando defendia o Bahia, mas só cumpriu uma partida.

Nesta quarta-feira, o atleta chegou a ser relacionado para o jogo entre Caldense e Corinthians, mas acabou cortado poucas horas antes do duelo – o departamento jurídico avisou o futebol no mesmo dia.
“Foi um jogo do campeonato da Série B, que ele foi expulso. Ele foi punido no tribunal. Se fosse absolvido, ele poderia jogar”, explicou Zanforlin, que ainda frisou que as entidades têm posturas distintas. “A CBF tem uma regulamentação, a Fifa tem outra e a Conmebol outra, Então estamos aguardando uma posição oficial deles.”

Os casos de Jadson e Fagner têm pontos parecidos. Ambos receberam cartão vermelho. O fato ocorreu, porém, em edições diferentes da Libertadores. O meia foi expulso contra o Guaraní, em 2015. O lateral, diante do Nacional, na temporada passada. Depois, os jogadores não disputaram qualquer jogo organizado pela Conmebol.

“Na Libertadores eles publicam uma lista de quais jogadores têm de cumprir punição. Ate agora a Conmebol não mostrou nada”, ressaltou o advogado do Corinthians.

Caso parecido ocorreu com o Santos em 2012. O lateral Juan, na ocasião, ficou fora da estreia do Santos na Libertadores porque foi expulso pelo São Paulo na Copa Sul-Americana 2011. Na ocasião, o clube alvinegro soube da situação pouco antes de a partida contra o The Strongest começar. Dessa forma, vetou a participação do atleta.

O Corinthians estreará na Sul-Americana no dia 5 de abril. O time receberá a Universidad de Chile em Itaquera. O jogo de volta está marcado para o dia 10 de maio, em Santiago.
Com receio do caso Moisés se repetir, o Corinthians deu início nesta quinta-feira a uma consulta à Conmebol para conhecer as condições de jogo de Jadson e Fagner. O clube disputará a Copa Sul-Americana a partir de abril. Os atletas foram expulsos de campo nas últimas partidas da Libertadores e podem estar impossibilitados de entrar em campo.

“Estamos fazendo uma consulta à Conmebol. Como vai demorar para acontecer esse jogo, até lá vamos ter uma posição”, explicou o advogado do clube, João Zanforlin, à reportagem do UOL Esporte.
A postura alvinegra se dá um dia depois de o clube quase escalar irregularmente o lateral esquerdo Moisés na estreia da Copa do Brasil. O jogador foi punido com três jogos de suspensão no fim do ano passado, quando defendia o Bahia, mas só cumpriu uma partida.

Nesta quarta-feira, o atleta chegou a ser relacionado para o jogo entre Caldense e Corinthians, mas acabou cortado poucas horas antes do duelo – o departamento jurídico avisou o futebol no mesmo dia.
“Foi um jogo do campeonato da Série B, que ele foi expulso. Ele foi punido no tribunal. Se fosse absolvido, ele poderia jogar”, explicou Zanforlin, que ainda frisou que as entidades têm posturas distintas. “A CBF tem uma regulamentação, a Fifa tem outra e a Conmebol outra, Então estamos aguardando uma posição oficial deles.”

Os casos de Jadson e Fagner têm pontos parecidos. Ambos receberam cartão vermelho. O fato ocorreu, porém, em edições diferentes da Libertadores. O meia foi expulso contra o Guaraní, em 2015. O lateral, diante do Nacional, na temporada passada. Depois, os jogadores não disputaram qualquer jogo organizado pela Conmebol.

“Na Libertadores eles publicam uma lista de quais jogadores têm de cumprir punição. Ate agora a Conmebol não mostrou nada”, ressaltou o advogado do Corinthians.

Caso parecido ocorreu com o Santos em 2012. O lateral Juan, na ocasião, ficou fora da estreia do Santos na Libertadores porque foi expulso pelo São Paulo na Copa Sul-Americana 2011. Na ocasião, o clube alvinegro soube da situação pouco antes de a partida contra o The Strongest começar. Dessa forma, vetou a participação do atleta.

O Corinthians estreará na Sul-Americana no dia 5 de abril. O time receberá a Universidad de Chile em Itaquera. O jogo de volta está marcado para o dia 10 de maio, em Santiago.

uol

26 total views, 2 views today

ComentáriosComentários