JPMotos
Em tarde inspirada, Águia da Precabura vence o Ferrão
25 de janeiro de 2018 às 11:32
7
Visualizações

O Uniclinic mostrou sua força no Campeonato Cearense ao bater o então líder do campeonato, Ferroviário, por 4 a 1, na tarde dessa quarta-feira, 24, no Estádio Presidente Vargas. Marcelo Nicácio, em tarde inspirada, fez dois gols para a Águia da Precabura. Ronda e Zé Aquiraz marcaram os outros dois tentos do Uniclinic, enquanto Luís Soares fez o gol de honra do Ferrão.

Com o resultado, a Águia da Precabura soma seus primeiros três pontos no certame. Por outro lado, o Ferroviário permanece com sete, mas cai para a terceira colocação, já que o Floresta assumiu a ponta e o Iguatu está em 2º lugar.

Marcelo Nicácio estava querendo jogo e tratou de abrir o placar logo no início da partida, aos 6 minutos, aproveitando um bom cruzamento do companheiro de ataque, Ronda. O Ferroviário foi em busca do prejuízo e reagiu, chegando ao empate com um lindo gols de Luís Soares, aos 14 minutos, após uma boa troca de passes com o meia Léo Paraíba. Mas a Águia da Precabura voltou a ficar à frente do placar aos 22 minutos, desta vez com Zé Aquiraz, que fez um golaço, em cobrança de falta que surpreendeu o goleiro Bruno Colaço, do Ferrão.

Na volta do intervalo, o Ferroviário tentou colocar mais intensidade no jogo, mas foi o Uniclinic que foi pra cima e ampliou a vantagem no placar logo aos 8 minutos.

Iuri fez boa jogada pela direita e serviu o centroavante Marcelo Nicácio, que balançou a rede adversária pela segunda vez na partida.

O Uniclinic seguiu mandando no jogo e, depois da metade da etapa final, já aos 28 minutos, Ronda passou fácil pela defesa coral e deixou sua marca, fazendo o quarto gol do Uniclinic e dando números finais à partida, que foi acompanhada por apenas 381 pagantes.

Próximos jogos

As duas equipes voltam a campo no próximo fim de semana. No sábado, 27, o Ferroviário faz o “Clássico da Paz” com o Ceará, às 20 horas, no Castelão.

No dia seguinte, a Águia da Precabura enfrenta o Iguatu, no PV, às 16 horas.

Fonte: Diário do Nordeste

ComentáriosComentários