JPMotos
Fabuloso alavanca sócio-torcedor, e Vasco cogita jogar no Maracanã
23 de fevereiro de 2017 às 08:03

A chegada de Luis Fabiano não vai reforçar apenas a equipe dentro de campo. O novo atacante do Vasco encheu de otimismo o departamento de marketing do clube. Em uma semana, 350 novos sócios-torcedores se inscreveram no programa cruz-maltino, o equivalente a todo o número do mês de janeiro.

Com um novo ídolo, a expectativa é de mais receitas e novas práticas: há inclusive a ideia de mandar jogos no Maracanã, quando o estádio estiver funcionando, para aproveitar a popularidade do Fabuloso.

Luis Fabiano é outro nível, outro patamar de atleta. Nos últimos anos, acho que é o jogador de maior destaque. Ele é um cara carismático, gosta de fazer as coisas – elogiou Marco Antonio Monteiro, vice-presidente de marketing do Vasco.

De olho em públicos – e rendas – maiores, o presidente Eurico Miranda conversou com as duas empresas que disputam a concessão do Maracanã.

Gostaríamos de fazer jogos no Maracanã. Dá para jogar. A gente tem conversado. O presidente conversou com as duas empresas. A verdade é que, se o time tiver bom desempenho no Brasileirão, São Januário passa a ser um estádio não tão grande, e é mais fácil ser sócio-torcedor para evitar problemas. Achamos que tem um ganho – completou Monteiro.

Desde a chegada de Luis Fabiano, o marketing cruz-maltino tem aproveitado o jogador para diferentes ações. O anúncio oficial da contratação do atacante foi feito primeiro aos sócios-torcedores. Nesta terça-feira, o Fabuloso se dirigiu para a entrevista coletiva num ônibus com 20 membros do programa. A camisa utilizada pelo atacante, inclusive, será vendida – bonecos e bonés também estão nos planos.

Meta de 20 mil sócios-torcedores

A expectativa do Vasco é alcançar 20 mil sócios-torcedores, meta estipulada ano passada, mas que não foi cumprida diante da fase ruim da equipe na Série B. Agora, com o boom inicial causado por Luis Fabiano, a esperança se renovou. Atualmente, o clube tem 12.255 membros no programa.

Nesta última semana, tivemos 350 pagamentos confirmados, o que é bem superior às semanas anteriores, que iam entre 50 e 70. Gostaríamos de atingir a primeira etapa, que é chegar a 20 mil pagantes. O programa já é lucrativo com 10 mil. Se chegar a 20 mil, as despesas são as mesmas, e dobramos a receita. É algo importante para nós – disse Monteiro.

Ter Luis Fabiano também é esperança de avanço nas negociações com patrocinadores. Enquanto as conversas com a Caixa continuam, o clube também busca parceiros para os outros espaços da camisa.

Estamos há dois meses negociando com duas empresas. Dizem que está bem encaminhado, só que não fecharam. Uma delas sei que não é só com o Vasco, mas com todos os clubes do Rio. Na barra da camisa, há uma empresa do Paraná que tem produto nacional e pensava em fazer futebol em 2018, mas mudou de ideia e resolveu fazer agora. Está em fase final, mas deve ficar para depois do Carnaval – finalizou Monteiro.

 

globoesporte

190 total views, 2 views today

ComentáriosComentários