JPMotos
Flamengo vence fora, volta a sonhar com título e rebaixa América-MG
17 de novembro de 2016 às 11:12

20161117065514_2871_capa

Após quatro jogos sem vitória, o Flamengo conquistou resultado importante nesta quarta-feira ao vencer o América-MG por 1 a 0, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. A quatro pontos do líder Palmeiras, o rubro-negro aguarda o complemento da 35ª rodada do Campeonato Brasileiro e torce contra os rivais para o sonho de título seguir vivo. O resultado rebaixou os mineiros para a segunda divisão.

Com apenas mais três jogos em disputa, o clube carioca está na vice-liderança, com 66 pontos, mas pode perder uma posição nesta quinta-feira, caso o Santos derrote o Vitória, na Vila Belmiro. No domingo, o rubro-negro enfrenta o Coritiba, no Maracanã.

Rebaixado, o América é o lanterna, com 27 pontos, e enfrenta o Grêmio, em Porto Alegre. E agora se junta ao Santa Cruz, cujo rebaixamento havia sido decretado poucos minutos antes, com a derrota para o Coritiba, por 1 a 0, também na noite desta quarta.

O JOGO – O confronto foi em Minas Gerais, mas a torcida era amplamente favorável ao Flamengo. Como se jogasse em casa, o rubro-negro era superior na posse de bola e ditava o ritmo do jogo. O problema é que isso não se refletia em chances de gol. Recuado na defesa, o América se fechou e conseguiu neutralizar o adversário. Melhor que isso. Também conseguiu criar as melhores chances de gol.

Aos 9, Jonas cobrou falta e acertou a trave. No rebote, Nixon, livre na pequena área, errou chance clara de gol. Aos 18, nova tentativa. Michael foi lançado e tentou de primeira, mas a tentativa não foi positiva. O Flamengo não conseguia furar o bloqueio adversário e abusava dos passes errados. A única chance foi aos 27, com Jorge, em chute de fora da área.

Sem jogar bem, o Flamengo contou com a sorte para sair na frente. Aos 32, Jorge levantou na área, Éverton cabeceou fraco. A bola desviou em Jonas e enganou o goleiro João Ricardo: 1 a 0. O gol deu ânimo ao time, que quase ampliou, com Willian Arão, que chegou atrasado e não completou o cruzamento de Fernandinho.

O segundo tempo parecia um confronto de duas equipes sem objetivo na temporada. Apesar de estar vivo na briga pelo título, o Flamengo jogou com o resultado e sem ameaçar. Rebaixado para a segunda divisão, o América não esboçava reação e aceitava a derrota.

Sem correr risco, o Flamengo administrou a vantagem e, em raras oportunidades, se lançou ao ataque. Aos 28, Gabriel chutou de fora da área e assustou João Ricardo. O técnico Zé Ricardo tentou dar nova esperança ao time, mas as mudanças não surtiram efeito. O rendimento da equipe caiu, e o América voltou a ameaçar.

Aos 36, Nixon ficou livre na área e cabeceou no canto. O desastre rubro-negro só não aconteceu porque Paulo Victor fez grande defesa. Aos 43, Nilson também arriscou e parou no goleiro. Nos acréscimos, o Flamengo fez a última tentativa, em chute de Jorge e defesa de João Ricardo na partida que selou o rebaixamento mineiro para a segunda divisão.

FICHA TÉCNICA:

AMÉRICA-MG 0 x 1 FLAMENGO

AMÉRICA-MG – João Ricardo; Jonas, Messias, Alison e Ernandes; Leandro Guerreiro (Xavier), Juninho, Tony e Danilo (Nilson); Nixon (Sávio) e Michael. Técnico: Enderson Moreira.

FLAMENGO – Paulo Victor; Pará, Juan, Donatti e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão e Diego (Cuéllar); Everton (Gabriel), Fernandinho (Thiago Santos) e Leandro Damião. Técnico: Zé Ricardo.

GOL – Éverton, aos 32 minutos do primeiro tempo.

CARTÃO AMARELO – Michael (América-MG).

ÁRBITRO – Raphael Claus (Fifa/SP).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Notícias ao Minuto

ComentáriosComentários