JPMotos
Floresta surpreende o Ceará no PV e conquista a Taça dos Campeões
25 de janeiro de 2018 às 10:19
15
Visualizações

O Floresta segue fazendo história no futebol cearense e viveu uma noite de dupla comemoração, com o título da Taça dos Campeões Cearenses e a liderança provisória do Estadual. O time da Vila Manoel Sátiro bateu mais um gigante do futebol alencarino, o Ceará, ontem à noite no Presidente Vargas por 3 a 1, e conquistou a Taça dos Campeões Cearenses. Em 2017, o Floresta já havia sido campeão da Taça Fares Lopes diante de outro gigante, o Fortaleza. De quebra, o time assumiu a liderança provisória do Campeonato Cearense com 8 pontos, já que a partida também foi válida pela 4ª rodada do certame.

Para o Vovô, que já havia sido derrotado com seu time reserva para o Iguatu, jogou com força máxima e amargou o segundo revés seguido, se mantendo com apenas três pontos em três jogos.

Já com um sinal amarelo ligado, o Alvinegro busca a reabilitação no sábado, às 20 horas, no Clássico da Paz diante do Ferroviário no Castelão. Já o Floresta, também joga no sábado, contra o Guarani de Juazeiro no Presidente Vargas.

A partida começou com o Floresta surpreendendo o Ceará. Logo aos dois minutos, o Verdão abriu o placar com Paulo Vyctor, após belo passe de Gabriel. A zaga do Vovô cochilou no lance.

A partir daí o que se viu foi uma forte pressão do Ceará, com muitas chances claras criadas. Mas o goleiro Mauro fez quatro defesas difíceis, três delas em finalizações de Ricardinho, todas antes dos 10 minutos.

Fechado na defesa e armado para atuar nos contra-ataques, o Floresta dava trabalho ao Ceará, encaixou um bom contra-golpe e quase ampliou aos 13 minutos em chute de Paulo Vyctor, mas Éverson defendeu.

Mesmo não se apresentando bem como nos jogos diante do Salgueiro e Guarani de Juazeiro, o Ceará conseguia criar, mas desperdiçava. Aos 18 minutos, Andrigo cruzou na área e Felipe Azevedo passou da bola com o gol aberto.

O Vovô insistia e continuava perdendo gols, em bom chute de Felipe Azevedo que Mauro defendeu e a bomba de Andrigo que raspou a trave.

Foi quando no último minuto do 1º tempo finalmente o gol saiu: Élton tocou de calcanhar, Felipe Azevedo chutou e no rebote Andrigo empatou: 1 a 1.

Surpresa

O Ceará começou o 2º tempo tentando pressionar o Floresta, mas em uma noite nada inspirada e sentindo a parte física, sucumbiu nos últimos 45 minutos.

O Alvinegro até criou uma chance aos 12 minutos, em chute de fora da área de Pedro Ken, mas foi só. A partir daí só deu Floresta. Com time aplicado defensivamente e rápido nos contra-ataques, o Verdão aproveitou os espaços e matou o jogo. Aos 22 minutos, Dim acertou uma bomba de fora da área para fazer o segundo e aos 39, Edson Cariús fez o terceiro.

Com a desvantagem, o Ceará tentou buscar o resultado, mas faltou força física e organização para tal. Com o apito final, o Floresta comemorou o merecido título e levantou a Taça que homenageou este ano Dimas Filgueiras, um eterno alvinegro.

Fonte: Diário do Nordeste

ComentáriosComentários