JPMotos
Fortaleza goleia o Coelho, volta às oitavas do torneio e garante duelo com um dos grandes clubes do País
29 de julho de 2016 às 12:20

image (1)

Tricolor entre os gigantes

Partindo atrás das probabilidades, visto que havia perdido por 1 a 0 no jogo de ida, o Fortaleza surpreendeu o América Mineiro com um futebol objetivo, eficiente e solidário, com forte poder de definição. O resultado dessa aplicação tática foi uma goleada inesperada sobre o Coelho: 4 a 1, diante de uma torcida delirante na Arena Castelão, com direito a mosaico, ansiedade e vibração.

Na próxima terça-feira, dia 2 de agosto, haverá o sorteio de mando de campo das oitavas na sede da CBF. O Tricolor ficará no pote 2 e enfrentará uma das equipes grandes do futebol brasileiro. Entre os candidatos, estarão Atlético/MG, Corinthians, Cruzeiro, Grêmio, Inter/RS, Palmeiras, Santos e São Paulo.

Pode-se dizer que no primeiro tempo, ontem, o Leão construiu o seu sonho de avançar para as oitavas de final do torneio, algo que não conseguia desde 2001, ano de sua melhor campanha. A qualidade das finalizações do Tricolor deram a tranquilidade para o time administrar o placar durante os 90 minutos

O torcedor que conferir apenas o placar do jogo há de imaginar que o time da casa, ontem, teve a maior das facilidades.

Quem estava nas arquibancadas ou cadeiras sociais do Castelão sabe como foi um placar de aperto no coração, porque os primeiros minutos foram de total domínio do adversário. O técnico do Coelho, Enderson Moreira, entrou com uma estratégia diferente. Ao invés de jogar retrancado, ele foi para cima e criou situações de perigo contra o Tricolor, que se salvou com boas defesas de Ricardo Berna, nos primeiros minutos. Foi o momento de entrar em cena as jogadas ensaiadas. Aos 13, Corrêa cobrou falta na área, Lima cabeceou e, no rebote do goleiro, ele mesmo chutou e marcou 1 a 0.

Aos 24, Daniel Sobralense recebeu passe de Juninho, em contra-ataque e finalizou, marcando o segundo. E o próprio Daniel lançou Anselmo, que cabeceou para ampliar. Tudo isso no primeiro tempo.

Susto

No segundo tempo, o Leão passou a esperar o adversário e quase jogou a caçada fora aos 17 minutos, por inexperiência do lateral Felipe, que cometeu falta violenta, discutiu com o árbitro e foi expulso. Com isso, o desafio passou a ser segurar o resultado com um jogador a menos. Na pressão, o América diminuiu, cobrando falta, com Danilo Carvalho, mas Corrêa fez 4 a 1 aos 35.

image (2)

Fonte: Diário do Nordeste

88 total views, 1 views today

ComentáriosComentários