JPMotos
Fortaleza volta a vencer o Ceará e sagra-se Campeão Cearense
22 de abril de 2019 às 07:00
19
Visualizações

O Fortaleza é o Campeão Cearense de 2019. Com toda justiça, o Tricolor voltou a vencer o Ceará no Castelão, agora por 1 a 0 e conquistou a cobiçada taça, mais especial por ser um ano de Série A do Campeonato Brasileiro para os dois. O time de Rogerio Ceni venceu as duas partidas na decisão (2×0) e (1×0) evidenciando a supremacia leonina nos dois jogos finais, com um time mais pronto, organizado e focado.

O título tricolor evita o tricampeonato do Alvinegro e dá o troco do ano passado, quando o Ceará foi campeão estadual com duas vitórias por 2 a 1. A conquista do Fortaleza, a 42ª do Campeonato Cearense, deixa o time a três do principal rival e mantém a lua de mel entre clube e torcida, após o título da Série B do Campeonato Brasileiro no ano passado.

A conquista, embala o Leão para a estreia na Série A, no domingo, 28, às 19 horas contra o Palmeiras, na Arena do time paulista. Já o Ceará, que teve um semestre para esquecer com as eliminações nas Copas do Nordeste e do Brasil, além da perda do título estadual, precisará se recompor e tirar lições do futebol apresentado visando a Série A do Campeonato Brasileiro, quando também no domingo (28), recebe o CSA na Arena Castelão, às 16h.

A vantagem construída no 1ª jogo da decisão por 2 a 0 deixava o Fortaleza em uma grande situação. Enquanto o Ceará se agarrava nos momentos de superação da equipe em sua história para vencer por dois gols de diferença, e de ânimo renovado com o grande apoio da torcida, que se manteve ao lado da equipe, comparecendo em grande número.

E mesmo podendo perder por um gol de diferença, o técnico Rogério Ceni escalou um Fortaleza ofensivo, com o quarteto Edinho, Osvaldo, Wellington Paulista e Romarinho.
Já Lisca, com poucas opções ofensivas – e confiáveis – no Ceará, escalou Ricardinho como meia armador, sacando Chico, e lançando William Oliveira na contenção no lugar de Juninho.

O jogo

Precisando vencer, o Ceará começou a partida bem melhor, pressionando, tabelando bem e chegando com perigo ao gol leonino. No primeiro lance do jogo, Samuel cruzou, e Ricardo Bueno cabeceou , mas a bola vai para fora. Tiro de meta para o Fortaleza. Em seguida, aos 2, Fernando Sobral escapou pela esquerda, cruzou, Felipe Alves fez a defesa parcial, mas Ricardinho não conseguiu finalizar.

No entanto, na primeira investida tricolor, o Leão saiu na frente e acabou com o impeto inicial do Alvinegro. Aos 10 minutos, após falta sofrida por Carlinhos, Edinho bateu bem, a bola bateu na trave e Roger Carvalho completou para o gol vazio: 1 a 0 para o Leão, para festa da torcida tricolor. Se a vantagem leonina era grande antes do confronto, ela ficou ainda maior, agora de 3 gols.

Assim, o time de Rogério Ceni ficou ainda mais à vontade em campo, bem postado e saindo ao ataque organizado, embora tenha tomado um susto em finalização de Leandro Carvalho que Felipe Alves defendeu. E com um adversário nervoso, ansioso e sem qualidade para criar, o Leão cresceu na reta final do 1º tempo, perdendo boas chances com Felipe e Osvaldo. O Ceará respondeu nos minutos finais do primeiro tempo, com Roger e Luiz Otávio exigindo defesas de Felipe Alves.

Etapa final

Precisando de 3 gols no 2º tempo, o Vovô foi para cima. E mesmo desorganizado e na base do abafa, criou mais chances que o Fortaleza. Logo aos 8 minutos, Roger e Samuel Xavier perderam gol incrível na mesma jogada. Se defendendo bem, o Tricolor de Aço admistrava a vantagem, com o time armado para o contra-ataque.

Já no desespero, aos 26 minutos, o Ceará teve outra grande chance, com Roger, mas o goleiro Felipe Alves voltou a defender. Cada vez mais à frente com o adiantado do relógio no 2º tempo, o Ceará atacava, mas não tinha forças para vazar a meta tricolor.

Foi quando depois dos 40 minutos, a torcida tricolor não se conteve mais, soltando o grito de campeão mesmo com 7 de acréscimo. Após o apito final, a festa merecida da torcida tricolor, que viu seu time ser superior na decisão e recuperar a hegemonia no Estado.

Diário do Nordeste

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Agência Miséria

ComentáriosComentários