JPMotos
Jô estreia, muda o jogo e Fortaleza dorme na liderança da Série C
4 de junho de 2017 às 04:58

Buscando dormir na liderança do Grupo A e obter a primeira sequência de três vitórias consecutivas na temporada, , o Fortaleza encontrou um ASA, pela Série C do Brasileiro, bem postado em campo, no estádio Presidente Vargas, na noite desse sábado.Em partida truncada no primeiro tempo e bem mais aberta na etapa derradeira, o resultado acabou sendo uma importantíssima vitória por 3 a 0. Com os três pontos, o Tricolor, momentaneamente, já que o CSA joga neste domingo,  dorme na liderança ao chegar aos 9 pontos. Já o ASA, permanece estacionado nos 3 pontos e segue na penúltima colocação.

Na próxima rodada, o Fortaleza volta a campo no domingo (11), às 18h, na Arena Pantanal, para enfrentar o Cuiabá, que ocupa a lanterna do Grupo A. O próximo adversário do Leão é a única equipe do grupo que ainda não conseguiu uma vitória sequer, foram 3 empates e 1 derrota. Já o ASA, com a derrota acachapante, segue na penúltima colocação e terá o Salgueiro, em casa, também no domingo (11), às 16h, para tentar reverter o início complicado no certame.
Antes de a bola rolar, o meia Pedro Carmona, contratado junto ao Audax/SP, marcou presença no PV e foi apresentado aos torcedores.
A partida começou com um ASA propondo o jogo, com todos os jogadores de meio-campo acionando Doda, que encostava no centroavante Leandro Kivel e se sobressaíam na proposta de jogo em relação ao time do técnico Paulo Bonamigo.
Adenilson, que ficou de fora de um treino na semana em virtude de virose e acabou jogando, foi marcado de perto pelo adversário e praticamente não conseguiu pensar o jogo, o que impedia qualquer construção ofensiva por parte do Fortaleza. O jogador vindo do Guarani de Juazeiro exerce papel fundamental no Fortaleza por ser daqueles jogadores responsáveis por ativar os demais companheiros, como Hiago, por exemplo.
Mesmo com a superioridade em termos de proposta, o Fantasma alagoano não teve contundência maior no último terço e o goleiro Marcelo Boeck não realizou nenhuma defesa digna de nota.
Pelo lado leonino, o que se via era um Lúcio Flávio procurando sair da área, como sempre faz, e sofrendo seguidas faltas. Em uma delas, Jefferson, que entrara no lugar de Felipe, que deixou o campo precocemente ao sentir a coxa, cobrou a falta com primor obrigando o goleiro Carlão a realizar grande defesa. Jefferson, por sinal, jogador contestado, entrou e acabou realizando boa partida.
Aos 33 minutos, com Hiago flutuando pela direita de ataque, se mexendo incessantemente, o Fortaleza criou uma boa chance quando o atacante vindo do Sergipe cruzou na cabeça de Lúcio Flávio, que se abaixou para cabecear mas acabou não pegando em cheio e desperdiçou boa oportunidade de gol para o Tricolor do Pici.
Já no finalzinho da primeira etapa, aos 46 minutos, Lúcio Flávio, em mais uma saída da área, preparou a bola para Éverton infiltrar na grande área do Fantasma alagoano e parar em grande defesa do arqueiro Carlão.
Entrada fundamental
Quando as equipes voltaram para o segundo tempo, uma alteração alteraria os rumos da partida e de maneira positiva para o Fortaleza. Adenilson, em noite apagada, deu lugar ao estreante Jô, e o que se viu foi uma partida extremamente movimentada. Em uma belíssima metida de bola na vertical, o atacante vindo do São José/RS encontrou Lúcio Flávio penetrando no “facão” para finalizar com extrema categoria na saída do goleiro Carlão.
Durante o decorrer da segunda etapa, o centroavante Leandro Kível, que acabou saindo por cansaço, ainda teve gol bem anulado. Após os 30 minutos, o Fantasma alagoano tentava chegar em jogadas de bola parada, e o Fortaleza tentava dar a resposta nos contra-ataques acionando Jô e Hiago.
Para completar a atuação de gala, Jô recebeu na direita, dentro da área, e finalizou cruzado para vencer o goleiro Carlão e aumentar para 2 a 0 a vantagem do Leão na jornada.
Nos minutos finais, já no tempo extra, Leandro Cearense finalizou em gol, a bola desviou no jogador Bruno, do ASA, e parou no fundo das redes. O gol foi claramente contra, mas a arbitragem deu para o atacante leonino o último tento da noite. Não havia tempo para mais nada. 3 a 0 no placar.
Diário do Nordeste

95 total views, 2 views today

ComentáriosComentários