JPMotos
Remo sai na frente, mas Inter vira no Mangueirão e avança na Copa do Brasil
22 de fevereiro de 2018 às 07:55
16
Visualizações

O Internacional atravessou o país para ir a Belém e fez valer o seu favoritismo, causado pela superioridade técnica e financeira em comparação com o Remo. Mas não foi fácil. O time paraense abafou os gaúchos nos primeiros minutos e saiu na frente no placar, com bonito gol de Felipe Marques. Só que, quando o Inter encaixou no jogo, passou fácil pela defesa remista. Criou várias chances e conseguiu converter duas em gol: primeiro com Leandro Damião – que encerrou jejum de sete jogos – e depois com Edenílson. Na etapa final o Internacional sentiu o campo pesado, mas o Leão Azul esbarrou nas próprias deficiências técnicas e não conseguiu se aproveitar. Ainda assim, caiu em pé: o bom público presente aplaudiu a o time ao término da partida.

Remo e Internacional fizeram um primeiro tempo muito movimentado. Empolgados pela visibilidade da partida, os jogadores do Leão Azul partiram para cima dos colorados nos primeiros minutos e conseguiram deixar o adversário atordoado, usando muito as pontas. Veloz, Felipe Marques assustou Lomba aos 10 minutos e abriu o placar para o clube paraense aos 18. O Inter, no entanto, ajustou a marcação e cresceu na partida. Tecnicamente superior, o Colorado começou a trabalhar melhor a bola e empatou aos 24, com Leandro Damião, que encerrou jejum pessoal de sete partidas. O Remo mal conseguiu administrar o baque e logo sofreu o segundo gol, de Edenilson, após bate e rebate na área remista. Aí o time visitante passou a dominar o jogo, enquanto os azulinos se restringiram a apostar em contra-ataques.

Mesmo após o intervalo o panorama da partida continuou o mesmo de quanto terminou o primeiro tempo. O Internacional girava bem a bola pelo campo e conseguia envolver a defesa remista, mas arriscou pouco. A chuva apertou em Belém e, na segunda metade da etapa final, os jogadores Colorados sentiram o cansaço de jogar em um campo pesado. O Remo tentou se aproveitar, chegou a exercer certa pressão no adversário gaúcho, mas esbarrou nas próprias deficiências técnicas. O Inter até poderia ter aumentado a vantagem em dois contra-ataques, porém o placar não foi mais alterado.

globoesporte

ComentáriosComentários