JPMotos
Rogério brilha, Sport derrota Cruzeiro no Mineirão e deixa Paulo Bento na corda bamba
25 de julho de 2016 às 08:07

960_a3fb622e-2dda-3e68-a356-ce0bb6e6e084-800x450

O Cruzeiro tentou, tentou e tentou, mas, quando a fase não é boa, nada parece conspirar a favor. Bom para o Sport, que, alheio à má fase do adversário, aproveitou duas de suas raras chances de gol, venceu por 2 a 1 e deixou a maioria dos torcedores no Mineirão frustrados neste domingo.

O grande nome do jogo foi o atacante Rogério, que marcou os dois gols da equipe na partida válida pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. No segundo, o atacante emprestado pelo São Paulo finalizou após uma bela jogada individual de Everton Felipe, que fez fila na defesa adversária. Willian descontou nos acréscimos para os donos da casa.

Com o resultado, o time mineiro completa cinco jogos sem vencer na Série A, sendo quatro derrotas, estaciona nos 15 pontos e figura na vice-lanterna. Nos últimos três jogos na competição, os comandados de Paulo Bento sequer foram às redes e foram vazados oito vezes.rês reveses, o time pernambucano emendou sua segunda vitória seguida – vinha de um 4 a 2 sobre o Grêmio -, chegou a 18 pontos e deixa a zona de rebaixamento.

Pela próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro visitará o Santos na Vila Belmiro, no domingo, às 16h (de Brasília). Um dia antes, o Sport receberá o Atlético-PR na Ilha do Retiro, às 18h30.

QUEM NÃO FAZ TOMA

Embalados pela classificação às oitavas de final da Copa do Brasil no meio de semana, os cruzeirenses tomaram a iniciativa, dominaram o adversário e criaram boas chances ao longo da primeira etapa. Aos 9min, Willian finalizou da entrada da área e mandou por cima do alvo. Quatro minutos depois, Ábila tocou na área para De Arrascaeta, que, completamente livre, chutou sobre a meta, desperdiçando grande oportunidade.

O tempo passava, e o controle dos mandantes seguia. Aos 22min, Lucas se esticou na linha de fundo, desviou para trás, e De Arrascaeta isolou. Sete minutos depois, Willian aproveitou bate-rebate na área e finalizou para defesa de Magrão.

Foi em meio a esta superioridade cruzeirense que o chavão ‘quem não faz toma’ ganhou mais um exemplo para a conta. Na primeira ocasião de gol dos pernambucanos, a bola morreu na rede. Aos 37min, Diego Souza deu belo passe nas costas da defesa para Rogério, que, de frente para Fábio, só tirou do arqueiro.

O gol não mudou o cenário do jogo, que ainda teria mais duas chances do Cruzeiro. Na primeira, Ábila mandou para fora aos 38min; depois, Rafael Sóbis parou em Magrão após finalização de fora da área aos 45min.

A ESPERANÇA MORRE CEDO

Apesar do gol sofrido, a boa atuação no primeiro tempo dava esperanças ao torcedor do time celeste de uma virada. Porém, Everton Felipe e Rogério trataram de acabar com qualquer empolgação logo aos 5min. O primeiro fez uma belíssima jogada individual, costurando toda a marcação adversária e tocou para Rogério, que bateu colocado no canto esquerdo, sem chances para Fábio.

Depois do golpe, os mandantes até continuaram atacando e criando chances. A pontaria falhava, Magrão fazia defesas milagrosas… O dia não era mesmo dos mineiros.

Aos 19min, Rodney Wallace salvou perto da linha após cabeceio de Bruno Rodrigo. Quatro minutos depois, Rafael Sóbis concluiu de fora da área, e a bola tirou tinta da trave. Aos 30min, Sóbis chutaria de mais perto e acertaria o alvo, mas Magrão se esticou todo para fazer uma excelente intervenção. Aos 38min, Bruno Rodrigo desviou de cabeça após cobrança de falta e mandou no travessão.

O esforço foi nulo, apesar do gol marcado por Willian nos acréscimos. Aos 46min, o atacante aproveitou sobra na área e concluiu de peixinho para o fundo da rede. De qualquer forma, nada de pontos para o Cruzeiro. E a crise continua.

FICHA TÉCNICA:
CRUZEIRO 1 X 2 SPORT

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 24 de julho de 2016 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (FIFA-RS)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (asp.FIFA-SP) e Alex Ang Ribeiro (asp.FIFA-SP)
Cartões amarelos: Rodney Wallace, Serginho e Magrão (Sport)
Gols: Willian, aos 46min do segundo tempo (Cruzeiro); Rogério, aos 37min do primeiro e aos 5min do segundo tempo (Sport)

CRUZEIRO: Fábio; Lucas (Douglas Coutinho), Léo, Bruno Rodrigo e Edimar; Henrique, Ariel Cabral (Robinho) e Arrascaeta; Willian, Rafael Sóbis e Ábila (Rafinha). Técnico:Paulo Bento

SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodney Wallace; Rithely, Serginho, Everton Felipe, Diego Souza (Tulio de Melo) e Rogério; Edmílson (Rodrigo Mancha). Técnico: Oswaldo de Oliveira

  ESPN

93 total views, 1 views today

ComentáriosComentários