JPMotos
Técnico de aeronáutica tem prisão pedida na Bolívia por tragédia com a Chapecoense
21 de janeiro de 2017 às 11:13

ge_20170116_005-9

Os promotores acusaram Castelo pelo crime de descumprimento de deveres. As autoridades da Bolívia responsabilizam a funcionária por parte do acidente.

Ela fez observações ao plano de voo do avião que levaria a Chapecoense à Colômbia, mas a aeronave acabou decolando. O avião da Lamia caiu no dia 28 de novembro perto da cidade colombiana de Medellín após ficar sem combustível. Apenas seis das 77 pessoas a bordo sobreviveram à queda.

Dentro das investigações realizadas na Bolívia, o diretor-geral da Lamia, Gustavo Vargas Gamboa, foi preso acusado de diversos crimes, entre eles o de homicídio culposo.

Também foi preso o filho de Gamboa, Gustavo Vargas Villegas, que, como diretor de registro da Aeronáutica Civil da Bolívia (DGAC), autorizou a importação e a matrícula do avião da Lamia.

Fonte: ESPN

101 total views, 1 views today

ComentáriosComentários