JPMotos
Anunciada como a melhor edição, Expocrato 2018 inova pouco e atrações não empolgam
18 de maio de 2018 às 11:39
99
Visualizações

Apresentado na última quarta-feira (16), o Festival Expocrato 2018 é uma das versões da festa que mais gerou expectativa por conta da mudança da empresa produtora dos shows. A programação, no entanto, apesar de oferecer grandes nomes, varia poucos artistas e gerou certa frustração após anúncio oficial.

Divulgada como uma das maiores versões do evento, a Expocrato 2018 que vai de 14 a 22 de julho, terá abertura com Fagner. O cantor cearense fez o último show na região no dia 11 de novembro do ano passado, em Juazeiro do Norte.

Em 2015, a 71ª edição iniciou com show de Roberto Carlos para 20 mil pessoas, após 18 anos sem vir ao Cariri, e pela primeira vez no Crato. A ocasião especial demandou que a noite fosse reservada apenas para esta apresentação.

Durante o lançamento da festa na última quarta, um dos organizadores foi questionado sobre a vinda da cantora Anitta, uma das artistas especuladas para a edição 2018. Na resposta, limitou-se a dizer que comentaria apenas sobre os artistas já contratados.

Em nota oficial lançada no dia 13 de março na página do evento no Facebook, a organização prometeu “um dos maiores espetáculos de todos os tempos” e emplacou a hastag #comovocenuncaviu para iniciar a divulgação do festival. Sem ineditismo, no entanto, as 20 principais atrações, apesar de manterem certa evidência no cenário fonográfico, não empolgam.

Sem a presença de Wesley Safadão, um dos principais artistas de entretenimento do Brasil e que toca em Barbalha no dia 6 de junho, as principais inovações da Expocrato 2018 estão, porém, na estrutura da área de shows. Serão dois camarotes, um corporativo e outro premium; área vip; pista; praça de alimentação e uma roda gigante de 20 metros.

Veja aqui 20 principais shows da edição 2018.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Felipe Azevedo/Agência Miséria

ComentáriosComentários