JPMotos
Assessora de Marielle por pouco não entrou no carro dos assassinos, diz delegado
12 de março de 2019 às 15:15
50
Visualizações

O delegado responsável pela Divisão de Homicídios da capital fluminense, Giniton Lages, revelou nesta terça-feira (12) que uma assessora de Marielle Franco (PSOL) por pouco não entrou no carro das assassinos da vereadora.

Em operação da Polícia Civil e do Ministério Público nesta manhã, foram presos o policial militar reformado Ronnie Lessa e o ex-PM Élcio Vieira de Queiroz. O primeiro seria o atirador e o segundo o motorista do crime cometido contra a vereadora e o motorista Anderson Gomes.

De acordo com o relato do delegado, a assessora havia pedido um carro num aplicativo. O veículo tinha características semelhantes ao utilizado pelos criminosos e, pouco antes de puxar a maçaneta, ela se deu conta de que a placa era outra.

“Quando Marielle vai para o carro, juntamente com o Anderson e mais uma assessora, a Fernanda, uma outra assessora se dirige para um carro que ela tinha chamado de Uber. Só que a cor do carro coincidia com a cor do carro dos autores. E ela imagina que o carro dos autores é o carro do Uber dela”, relatou o investigador.

“Ela (a assessora) chega a tocar na maçaneta da porta, percebe que o carro está ligado. Mas rapidamente ela vê o carro que é o carro dela. Ela vê a placa e tal e desiste de puxar a maçaneta (do carro dos assassinos). Talvez nós tivéssemos um outro desenho, são coisas, detalhes da investigação que a gente acaba coletando”, concluiu.

Fonte: G1

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Agência Miséria

ComentáriosComentários