JPMotos
Banhistas tentam salvar tubarão encalhado de dois metros e meio
8 de março de 2019 às 15:05
76
Visualizações

Após a divulgação das imagens, a Polícia Ambiental de Laguna foi acionada e encaminhou a carcaça do bicho para averiguações e estudos na Universidade do Estado de Santa Catarina. Foi confirmado que ele possuía  aproximadamente dois metros e meio.

Em seguida, o tubarão será levado ao Museu Oceanográfico da Univali, em Balneário Piçarras, onde será embalsamado e exposto.

Agora pesquisadores realizam as primeiras especulações sobre a causa da morte do tubarão-martelo. Para o curador do Museu Oceanográfico, Jules Soto, o animal, se for uma fêmea, é possível que tenha se aproximado da costa para dar à luz aos filhotes – um hábito da espécie.

Para o Sargento Gilson Pontes, acionado na ocorrência, é comum a presença dessa espécie na região e que geralmente eles vem à costa quando estão doentes e prestes a morrer.

“Aconselhamos que os banhistas não toquem nesses animais, tanto tubarão ou baleias. É preciso chamar a Polícia Ambiental. Muitas vezes por tentar ajudar, pode acontecer um ataque, por exemplo”, acrescenta.

Terra

ComentáriosComentários