JPMotos
Delegado diz que família Brittes está mentindo sobre morte de Daniel
6 de novembro de 2018 às 13:13
11
Visualizações

família Brittes, suspeita da morte do jogador Daniel Côrrea, 25 anos, no último final de semana de outubro, será indiciada por homicídio qualificado e coação de testemunhas. De acordo com o delegado da Polícia Civil de São José dos Pinhais, Amadeu Trevisan, Cristiana Brittes e a filha dela Allana mentiram em depoimento prestado à polícia.

Nesta terça-feira (6), Trevisan afirmou que mãe e filha combinaram uma versão com Edison Brittes Júnior. O empresário é suspeito de ter matado o atleta, ele chegou a confessar o crime antes de ser preso.

O corpo de Daniel Corrêia Freitas, de 24 anos, foi encontrado no dia 27 de outubro na região de Curitiba.

Segundo destaca o G1, Cristiana e Allana foram ouvidas pela polícia na segunda-feira (5). Edison Júnior teve o depoimento adiado.

O delegado considera que o crime está esclarecido. “Já conseguimos reconstruir tudo que aconteceu na casa no dia do assassinato. Vamos ouvir mais algumas testemunhas hoje e teremos o depoimento do Edison amanhã”, explicou Trevisan.

A defesa da família Brittes ainda não se manifestou.

ComentáriosComentários