JPMotos
´Ele me segurou violentamente, me bateu e me estuprou´, afirma mulher que acusa Neymar
6 de junho de 2019 às 06:10
90
Visualizações

A modelo que acusa o jogador Neymar Jr. de estupro falou, pela primeira vez, publicamente sobre o ocorrido nesta terça-feira (5). Em entrevista ao repórter Roberto Cabrini, ela disse que Neymar a segurou violentamente, bateu e cometeu o ato sem preservativo.

“Ele me segurou violentamente, me bateu, e cometeu o ato sem preservativo. Ele me estuprou”, relata. Ela disse que foi até Paris com a intenção de ficar com o jogador, de forma consensual, mas tudo mudou quando Neymar começou a ficar agressivo.

“Eu tinha o desejo de ficar com o Neymar. E quando eu cheguei lá estava tudo bem, tudo legal. Depois ele ficou agressivo, totalmente diferente daquele cara que eu conheci nas mensagens”, conta. A modelo relata que eles chegaram a trocar beijos, carícias e até se despirem. Mas, no momento em que eles estavam deitados na cama, ela indagou se ele tinha preservativo, e a resposta foi negativa.

“Deitados na cama, o clima rolando, eu perguntei: ´você trouxe preservativo? Porque eu não tenho´. Aí ele disse: ´não´. Depois eu respondi: ´então não vai acontecer nada além disso [troca de carícias]´”, explicou a mulher. Para ela, o silêncio do jogador logo em seguida era um sinal de entendimento.

No entanto, ainda conforme a modelo, não foi isso que aconteceu. “A gente continuou com as carícias, mas aí ele me virou, me segurou com violência e cometeu o ato. Eu pedi para ele parar enquanto ele continuava e batia na minha bunda violentamente. Eu falei ´para, para, para´, várias vezes. Ele não falava nada, só agia”, narra.

Ela relata, ainda, que só conseguiu se livrar da violência quando Neymar saiu do quarto para ir ao banheiro, e foi aí que ela saiu do local. “Ele entrou por uma porta, eu sai por outra”.

Troca de mensagens

Ainda segundo a modelo, ela só entendeu o que havia acontecido depois e, por isso, continuou a troca de mensagens com o jogador.

“Primeiro eu tive que assimilar tudo. Todo o acontecimento. Eu comecei a entender tudo que tinha acontecido comigo, como ele foi estúpido e ruim, só depois. Eu não acho que  só porque eu estava a fim de ficar com ele, ele tinha o direito de fazer aquilo comigo. Então em um primeiro momento eu não consegui reagir, devido aos traumas”, explica.

 Ainda conforme a mulher, ela precisou “fingir que não sabia” o que tinha ocorrido por receio dele não a responder mais. “Eu sabia que se eu não falasse com ele normalmente lá, fingindo que não sabia o que tinha acontecido, ele não iria mais falar comigo. E eu não teria como provar o que ele fez”, afirma.

Agressão

Ainda no fim da tarde desta quarta-feira (5), o programa Cidade Alerta, da TV Record, exibiu uma imagem da suposta agressão de jogador Neymar contra a modelo. A foto foi tirada do celular da vítima, no hotel em que ela estava hospedada em Paris.

O pai do jogador confirmou a veracidade da foto e disse que o filho estava tentando se proteger da agressão. Conforme ele, a mulher estava tetando atingir o filho com uma garrafa de vinho.

Fonte: Diário do Nordeste

ComentáriosComentários