JPMotos
Ex-marido suspeito de matar corretora tem prisão temporária decretada
17 de agosto de 2018 às 09:13
81
Visualizações

caso da morte da corretora Karina Garófalo, assassinada na porta de um condomínio na Barra da Tijuca nesta quarta-feira (15), ganhou mais um capítulo. Os suspeitos de cometer o crime, o ex-marido da vítima, Paulo Barros Pereira Júnior, e o primo dele, Paulo Maurício Pereira, tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça na tarde dessa quinta-feira (16). Os policiais investigam se uma terceira pessoa participou da ação.

De acordo com o jornal ‘O Globo’, câmeras de segurança revelaram que o primo seguiu a mulher no shopping antes da execução. As investigações apontam que o ex-marido era o mandante do assassinato e o primo, Paulo Maurício Barros Pereira, teria atirado contra a corretora. De acordo com a perícia, foram encontradas impressões digitais de Paulo Maurício Barros Pereira em um carro, que foi alugado por ele.

A polícia acredita que a motivação do crime tenha sido por ciúmes. “A Karina, há cerca de quatro, cinco meses, conseguiu encontrar uma outra pessoa e estava muito feliz. Foi ciúme recente pela felicidade da vítima”, afirmou o delegado André Morais, ao G1.

O casal estava separado há cinco anos. O ex-marido é pai do adolescente de 13 anos, que presenciou a morte. O menino disse aos policiais em depoimento que chegou a reconhecer o primo no momento do crime. A Polícia informou que o ex-marido deverá se apresentar junto ao advogado nesta quinta-feira (16) para prestar depoimento na Divisão de Homicídios, na Barra da Tijuca.

Noticiasaominuto

ComentáriosComentários