JPMotos
Famílias de vítimas da boate Kiss se opõem à entrega do prédio ao dono
16 de agosto de 2016 às 16:35
40
Visualizações

20160816150048_6957_capa

A Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes (AVTSM) da boate Kiss, em Santa Maria (RS), condenou a decisão judicial que determinou a devolução do prédio onde ficava a casa noturna ao proprietário. A partir desta terça (16), a Brigada Militar do estado deixou de ter responsabilidade sobre a segurança do imóvel.

A entidade quer que o local se torne um memorial em homenagem às vítimas. Segundo informações do G1, a prefeitura da cidade e o Ministério Público também apoiariam a ideia. Em janeiro de 2013, um incêndio no local fez 242 mortos.

“Que dê esse espaço para os familiares e à sociedade de Santa Maria, para que se reflita qual é o valor da vida, só isso que a gente quer. A questão do memorial é mais longa, tem que ser discutida com Santa Maria”, diz o presidente da associação, Sérgio Silva.

A decisão da Justiça também determinou que os pertences de vítimas que ainda estavam dentro do imóvel fossem devolvidos às famílias. Em dezembro de 2014, o local passou por limpeza e descontaminação. Porém, itens pessoais que haviam resistido às chamas foram postos em tonéis deixados dentro do prédio porque tinham elementos tóxicos, prejudiciais à saúde.

O advogado da empresa proprietária do imóvel afirma que a intenção é construir um hotel no local. Por enquanto, o espaço deve ficar fechado, até que a estrutura do prédio seja examinada.

Fonte:estadao

ComentáriosComentários