JPMotos
Idosa fica presa a carro e é arrastada por 400 metros durante assalto
14 de maio de 2017 às 13:54

Uma idosa de 67 anos foi arrastada por aproximadamente 400 metros na Avenida Deolinda Rosa após ficar com a mão presa na maçaneta do carro, quando tentava sair do veículo, durante um assalto na noite desta sexta-feira (12) em Serrana (SP). Ninguém foi preso.

De acordo com testemunhas, a aposentada estava sentada no banco do passageiro esperando o marido que estava em uma salgaderia quando foi surpreendida por um homem que entrou no veículo e anunciou o assalto. Desesperada, a mulher tentou sair do automóvel, mas ficou com a mão presa na maçaneta da porta quando tentou pegar a bolsa.

“Eu vi tudo. Eu estava sentado esperando minha corrida e do nada um carro veio buzinando e a mão da moça estava presa na porta. Ele passou por aqui e quase derrubou as motos. Ela estava gritando ´socorro´. Depois ela contou que tinha tentado pegar a bolsa dela no carro e a mão dela ficou presa”, conta o mototaxista Atemílson Santos De Castro.

Castro conta ainda que o veículo percorreu o trecho em alta velocidade e ao passar em uma lombada a mão da vítima se desprendeu. “Quando o carro passou na lombada com tudo saiu a mão dela da maçaneta e ela caiu. Ela foi muito forte. Todo mundo foi até ela para ajudar a socorrer. Ela estava consciente e nós acalmamos ela até chegar o Samu´.

Idosa é arrastada por 400 metros após ficar presa em veículo durante assalto em Serrana, SP

Idosa é arrastada por 400 metros após ficar presa em veículo durante assalto em Serrana, SP

Ainda segundo a testemunha, o suspeito conseguiu fugir com o veículo. Um outro mototaxista que estava no local no momento da ação tentou seguir o carro, mas não conseguiu. “O cara foi embora. Algumas pessoas tentaram seguir, mas quando ele entrou na pista não deu para acompanhar”, disse Castro.

A aposentada foi socorrida por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade e logo depois foi transferida para a Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas (HC-UE) de Ribeirão Preto (SP) onde segue internada em estado estável.

Até o momento o suspeito não foi identificado ou preso.

Fonte: G1

 

324 total views, 2 views today

ComentáriosComentários