JPMotos
Polícia de SP prende sucessor do traficante Gegê do Mangue, morto em 2018 no Ceará
17 de agosto de 2019 às 07:35
23
Visualizações

A Polícia Civil de São Paulo prendeu, nesta quarta-feira (14), Décio Gouveia Luiz, o Décio Português. Ele é considerado o sucessor do traficante Gegê do Mangue, morto ano passado no Ceará. Segundo a investigação, ele estava em uma casa de luxo, em Arraial do Cabo, no litoral do Rio de Janeiro.

Décio Português assumiu controle do fornecimento de drogas e da arrecadação de dinheiro da facção criminosa que age de dentro e fora dos presídios, depois da morte de Gegê do Mangue.

A prisão foi mantida sob sigilo há três dias pela Polícia Civil de são Paulo. Na quarta-feira com ajuda de policiais do Rio de Janeiro, o delegado geral de São Paulo e delegados do DEIC (Departamento de Investigações Criminais) entraram em uma propriedade no Arraial do Cabo, litoral do Rio de Janeiro, uma mansão com carro na garagem,piscina e área de lazer nos fundos. Era o endereço atual de Décio Gouveia Luiz, o Décio Português.

A prisão é considerada mais importante do ano pela Polícia Civil de São Paulo. Décio é apontado como o homem mais forte da facção criminosa até então em liberdade. Segundo a investigação, ele controlava o fornecimento de drogas e a arrecadação financeira da quadrilha.

A policia diz que Décio assumiu o lugar de Gegê do Mangue, sequestrado num helicóptero por integrantes da facção e executado na Zona Rural do Ceará no começo do ano passado.

Décio é apontado por policiais como amigo de Marcos Herbas Camacho, o Marcola. Por isso, segundo a investigação, assumiu o controle do crime nas ruas.

A polícia seguiu os passos de Décio Português nos últimos quatro meses e fez busca e apreensão em 46 endereços do país.

Décio é paulistano da Zona Leste, mas tinha se mudado para o Rio de Janeiro. Nesta sexta-feira, a policia descobriu que ele preparava um apartamento no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio. E planejava uma vida confortável nesta mansão, em Búzios, também no litoral fluminense. A propriedade, que está em reforma tem vários quartos, jardim e piscina.

A polícia apreendeu celulares e investiga contas bancárias controladas por Décio Português.

Fonte: G1

ComentáriosComentários