JPMotos
Polícia identifica veículos usados no ataque à produtora do Porta dos Fundos
26 de dezembro de 2019 às 13:50
16
Visualizações

A Polícia Civil do RJ afirmou nesta quinta-feira (26) que identificou os veículos usados no ataque incendiário à produtora do canal de humor Porta dos Fundos, na madrugada de terça-feira (24), no Rio.

De um carro e de uma moto, saltaram quatro homens, que atiraram dois coquetéis molotov contra a fachada da produtora, que fica no Humaitá. As placas dos veículos foram anotadas, e os proprietários serão chamados para depor.

Os investigadores não acreditam que o incidente foi um atentado terrorista. Terrorismo, a princípio, não foi classificado”, disse o subsecretário operacional, Fábio Barucke.

Houve danos materiais no quintal e na recepção do prédio. O fogo foi contido por um segurança. A avaliação de integrantes do grupo é a de que, sem a ação do vigia, todo o prédio teria sido incendiado.

Fato grave

O subsecretário Fábio Barucke explicou, em entrevista coletiva, que o caso está sendo tratado como tentativa de homicídio.

Verificamos que houve perigo grave, concreto, contra o segurança que estava no local. Isso caracteriza tentativa de homicídio por parte desses autores”, disse Barucke.

Entendemos que esse fato é grave, que merece ser solucionado para identificar esses autores desse delito”, disse Barucke.

A intenção desse grupo era causar dano, mas logicamente todos os fatos serão analisados após identificar os autores e a verdadeira intenção deles, disse Barucke.

A Delegacia de Repressão de Crimes de Internet também foi acionada para ajudar a chegar aos autores.

Witzel se manifesta

O governador do RJ, Wilson Witzel, se pronunciou nesta quinta sobre o ataque.

“Eu estou acompanhando as investigações. Como tenho dito desde o início do ano, eu sou contra toda forma de violência ou intolerância. Nós temos os caminhos normais para poder buscar reparação de eventual dano que tenha sido ocorrido. A via correta é o Poder Judiciário. Através do juiz que você vai ter a reparação do dano quando for devido. Então sou absolutamente contrário a toda forma de intolerância e violência”, disse.

“Nós queremos em no prazo mais rápido possível encontrar quem são os autores dessa espécie de atentado e dar, imediatamente, a sociedade as respostas necessárias”, emendou.

G1

ComentáriosComentários