JPMotos
Polícia prende 32 advogados suspeitos de ajudar facção criminosa em SP
22 de novembro de 2016 às 11:49

policia-civil-1

Ao menos 32 pessoas foram detidas na manhã desta terça-feira (22) durante uma operação da Polícia Civil e do Ministério Público de São Paulo. Elas são suspeitas de terem ligação com a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Entre os presos está o vice-presidente do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (Condepe), Luiz Carlos dos Santos, em Cotia (Grande SP). Segundo a investigação, Santos teria recebido do PCC cerca de R$ 130 mil para desestabilizar a segurança pública do Estado por meio de “falsas denúncias” perante organismos de proteção dos direitos humanos.

A operação, batizada Ethos, tem como finalidade desarticular a célula criminosa do PCC, denominada de “R”, composta por 40 advogados, sob controle de presos vinculados à organização. A polícia cumpre 41 mandados de prisão, sendo 40 contra advogados, além de 65 de buscas e apreensão.

Folha de São Paulo

ComentáriosComentários