JPMotos
Sobrinha-neta de Sarney foi estuprada antes de ser morta pelo cunhado
23 de novembro de 2016 às 13:19

20161123115943_6400_capa

Com a entrega dos laudos periciais nesta quarta-feira (23), a Polícia Civil do Maranhão concluiu que o empresário Lucas Porto, 37 anos, estuprou e matou a própria cunhada, Mariana Costa, 33 anos, por asfixia. Ela é filha do ex-deputado estadual Sarney Neto e sobrinha-neta do ex-presidente e ex-senador José Sarney.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA), em São Luís, o acusado vai responder por estupro, homicídio e feminicídio.

“Foi um crime cometido com extrema violência e crueldade contra uma mulher, sem chances de defesa. A vítima foi surpreendida enquanto dormia. Ele podia ter ido embora quando ela estava apenas desmaiada, mas ele a sufocou usando um travesseiro, decidindo finalizar a vida dela”, disse o secretário de Segurança Pública, Jeferson Portela.

Na quarta-feira (16), Lucas Porto confessou que matou Marina Costa. Para os investigadores, a motivação é que ele tinha uma atração pela vítima.

“Houve violência de natureza sexual. Esta foi à manifestação dele. Negou no primeiro momento a autoria do crime, mas declinou agora. Contudo, não muda nada na ação da polícia. Tudo que estava previsto para ser feito vai ser feito. Ele disse que tinha paixão incontida pela cunhada. Mas seguimos com as investigações”, afirmou o secretário.

Notícias ao Minuto

ComentáriosComentários