JPMotos
Ceará tem mais 11 cidades com casos de Covid-19; Estado tem quase mil pessoas com o coronavírus
6 de abril de 2020 às 09:16
76
Visualizações

Outras novas 11 cidades registraram casos confirmados da Covid-19 no Ceará, conforme aponta boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde (Sesa), atualizado na manhã desta segunda-feira (6).

Fazem parte da nova lista as cidades de Iguatu (2), Limoeiro do Norte (2), Novo Oriente (2), Barreira (1), Catarina (1), Crateús (1), Fortim (1), Guaraciaba do Norte (1), Ipueiras (1), Quixeramobim (1) e Senador Pompeu (1).

O município de Eusébio, na Grande Fortaleza, entrou na lista da Sesa, mas foi retirado. Porém, neste último boletim, a cidade foi reincluída com dois casos confirmados da doença.

Do boletim de domingo (5) para o divulgado na manhã desta segunda, o número de casos confirmados do novo coronavírus em todo o Estado passou de 822 para 976; um aumento de 18,73%. O número de óbitos, no entanto, permaneceu o mesmo: 26. O total de suspeitos agora é de 3.720.

Fortaleza concetra o maior número de casos e já chega à marca de 782 infectados, segundo a plataforma IntegraSUS, utilizada pela Sesa para repassar os dados. Ontem, o número assinalado era de 744. Houve, portanto, um aumento de 38 casos, um avanço de 5,1%.

Além da capital cearense, já havia manifestações da Covid-19 nas cidades de Aquiraz (15); Sobral (10); Caucaia (9); Horizonte (6); Quixadá (4); Maracanaú (4); Juazeiro do Norte (3); Icó (3); Maranguape (3); Jaguaribe (2); Beberibe (1); Canindé (1); Farias Brito (1); Ipaporanga (1); Itaitinga (1); Itapajé (1); Itapipoca (1); Mauriti (1); Santa Quitéria (1); Tianguá (1) e Pedra Branca (1).

Pico de infecção

Um boletim produzido pela Rede CoVida, iniciativa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), estima que o Ceará deve ser o primeiro Estado no País a atingir o nível máximo de infecções pelo novo coronavírus, a partir do dia 25 de abril. Já no início do mês, os cálculos estimam que o Estado terá 3.053 pessoas infectadas e deve ultrapassar o Rio de Janeiro (2.887) em número de casos, ficando atrás de São Paulo (11.684), na quarta-feira (8).

Novo decreto revogado

A pandemia do novo coronavírus tem gerado transtornos das mais diversas ordens no Estado. Após ter liberado o funcionamento de diversos setores da economia em novo decreto publicado no fim da noite deste domingo (5), o governador Camilo Santana (PT) resolveu anular os efeitos e continuar as proibições já implementadas nos textos anteriores. A primeira decisão, tomada no começo da noite de ontem (5), liberava 16 tipos de empresa à retomarem as atividades, na maioria indústrias.

Diário do Nordeste
ComentáriosComentários