JPMotos
Equipamentos comprados da China devem chegar até 15 de abril, diz Camilo
7 de abril de 2020 às 05:00
14
Visualizações

Uma remessa de respiradores e materiais de equipamentos de proteção individual deverá chegar ao Estado até o dia 15 de abril. Os equipamentos foram comprados da China para o combate ao novo coronavírus. A informação foi confirmada pelo governador Camilo Santana durante transmissão ao vivo pelo Facebook.

A compra foi efetuada em cooperação com outros governadores do Nordeste. A estratégia vem sendo utilizada para combater a competitividade na buscas pelos materiais no mercado internacional. Durante a transmissão, o governador destacou a dificuldade de adquirir equipamentos hospitalares, relatando que todos os países estão passando por esse problema.

“Essa semana já se inicia a chegada de equipamentos e esperamos que até o fim da primeira quinzena (de abril) já chegue parte dos equipamentos comprados fora do Brasil para equipar os hospitais no Ceará”, disse Camilo.

O Ceará atingiu o número de 31 óbitos causados por Covid-19, nesta segunda-feira (6). Conforme a plataforma digital IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa-CE), a capital cearense registra o maior número de mortes, sendo 24, e também o maior número de casos, chegando a 925, conforme os dados atualizados até as 16h45 desta segunda-feira. Ao todo, o Ceará tem 1023 casos, de acordo com a última atualização da plataforma.

Lista de produtos

A lista de produtos deve incluir equipamentos de proteção individual, como máscaras e luvas para formação de estoque do Estado, além de respiradores e outros insumos.

Para contornar as dificuldades de compra, Camilo ressaltou que empresas cearenses já estão produzindo máscaras e outros itens de proteção. O objetivo é proteger os profissionais de saúde no Estado.

“Muitas empresas aqui já estão produzindo máscaras e outros materiais de equipamento de proteção individual, pois é importante termos estoques para proteger os profissionais de saúde”, disse Camilo.

Renda básica emergencial

Camilo ainda destacou que os governadores do Nordeste estão preocupados com a liberação da renda básica emergencial anunciada pelo Governo Federal. O projeto deverá pagar R$ 600 para trabalhadores informais.

No Ceará, segundo levantamento do Governo do Estado, 2,8 milhões de pessoas deverão ser beneficiadas pelo projeto.

“Temos a preocupação da liberação da renda emergencial, que é a ajuda para trabalhadores informais. Isso é fundamental. Nós fizemos um levantamento que diz que 2,8 milhões deverão receber esse auxílio no Ceará, então estamos preocupados para que o Governo Federal faça essa liberação”, revelou Camilo.

Fonte: Diário do Nordeste

ComentáriosComentários