JPMotos
Tomados por clima de comoção e dor, velório, cortejo e sepultamento do cabo Marcelo reúnem multidão nas ruas, igreja e cemitério
4 de novembro de 2016 às 09:04

dsc_0584

Uma multidão acompanhou o velório, cortejo e sepultamento do cabo Marcelo Fernandes nesta quarta-feira (02) em Cajazeiras. Cabo Marcelo, que era membro do BOPE da Polícia Militar, morreu vítima de um acidente de trânsito no dia 22, no bairro Jardim Oásis, em Cajazeiras.

O corpo foi velado em um memorial da cidade, depois conduzido à Igreja Sagrada Família, onde houve uma missa especial, e por fim levado em carro aberto ao cemitério Nossa Senhora Aparecida, acompanhado por centenas de pessoas e várias viaturas da Polícia Militar que faziam um ‘sirenaço’.

VEJA TAMBÉM: Em homenagem, policiais conduzem corpo do cabo Marcelo na chegada a Cajazeiras

Durante a passagem do corpo pela igreja, os militares fizeram várias homenagens ao colega. O momento mais emocionante foi quando eles formaram um círculo em torno do caixão e prestaram honras e orações ao falecido. Antes do fim da celebração, foi lida uma nota de pesar da Policia Militar da Paraíba pelo falecimento do jovem policial.

“Hoje a Polícia Militar está de luto. O Batalhão de Operações Especiais veste o preto não por mais uma missão que a gente tem a cumprir, mas pela consternação que se encontra hoje em nossos corações”, declarou o capitão Esaú, comandante da 6ª Cia. do BOPE da Polícia Militar de Cajazeiras.

Na chegada ao cemitério, familiares e amigos deram o último adeus ao cabo Marcelo em um momento de muita comoção. “Eu posso dizer a vocês que nunca vi algo igual; a comoção das pessoas com relação ao cabo Marcelo. E pra gente é um momento muito triste, porque era um pai de família jovem, um homem que dedicou sua vida a defender”, ressalta o amigo Fernando Antônio.

Com Parceria Diário do Sertão

ComentáriosComentários