JPMotos
Carrapateira, São José de Piranhas e Coremas são mostradas em rede nacional que retrata devastação da seca no Sertão. VÍDEO!
24 de fevereiro de 2017 às 08:20

Os moradores esperam as obras da transposição, que já não tem mais o mesmo ritmo de trabalho.

Três cidades do Sertão da Paraíba foram alvos de reportagem da TV Record em série sobre a seca. A Paraíba tem 123 açudes em diversas regiões, mas a maioria está em situação crítica.

O açude da cidade de São José de Piranhas está com apenas 5% da capacidade total, mas não pode mais bombear água para a cidade. Os 20 mil habitantes do município dependem de caixas de água que ficam em vários lugares da cidade.

A população leva a água em galões para o uso doméstico e até para beber. Uma moradora disse que acorda de madrugada para pegar água. A mesma rotina é vivida também por idosos. “Dói a coluna”, disse um idoso.

Os moradores esperam as obras da transposição, que já não tem mais o mesmo ritmo de trabalho. E a barragem que acumula água em São José de Piranhas não chega as torneiras por falta de uma adutora.

Em Carrapateira, os pouco mais de dois mil moradores vivem o mesmo drama. Nem um pé de castanholas resistiu a tanta seca. A dona de casa Márcia Braz revelou que o esposo se mudou para outro estado em busca de sobrevivência para a família: “Meu esposo vivia da agricultura, mas sem chuva teve que sair de casa”.

Em Coremas, também no Sertão da Paraíba, onde está o maior reservatório de água da região, a história se repete. O açude iniciado nos anos 30, época de Getúlio Vargas nem de longe parece o que um dia já foi.

DIÁRIO DO SERTÃO com vídeo da TV Record

294 total views, 2 views today

ComentáriosComentários