JPMotos
Ação do ano passado resulta em operação policial e mira gestão anterior em Missão Velha
12 de fevereiro de 2019 às 13:54
48
Visualizações

Um pedido de prisão temporária, busca e apreensão datado de 26 de outubro de 2018, feito pelo Ministério Público assinado pelo juiz de direito da Comarca de Missão Velha, Matheus Pereira Júnior, foi acatado na manhã desta terça-feira (12).

A ação mira o ex-prefeito Tardiny Pinheiro Roberto e mais sete pessoas que faziam parte da administração. De acordo com o documento, a prefeitura teria feito, entre 2013 e 2016, uma transferência de mais de R$ 7,4 milhões a uma empresa de digitalização.

Na denúncia apresentada,o MP fala em “associação criminosa” e “sofisticado esquema” de ocultação de valores.

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Felipe Azevedo/Agência Miséria

ComentáriosComentários