JPMotos
Acusado de assaltos foi morto em Juazeiro numa intervenção policial após roubo contra uma mulher
4 de janeiro de 2018 às 09:00
14
Visualizações

O jovem Wallisson César Pereira Alves, de 26 anos, morreu na tarde desta terça-feira em um dos leitos do Hospital Regional do Cariri para onde foi socorrido após ser baleado numa intervenção de policiais militares do RAIO. Ele era filho de um Guarda Civil Municipal e residia na Rua Pelusio Correia de Macedo (Leandro Bezerra) em Juazeiro. Segundo a PM, o mesmo era acusado de assaltos e já tinha algumas passagens pela polícia.

Por volta das 13 horas, na Rua das Acácias no bairro Antonio Vieira, Wallisson teria roubado o celular de uma mulher de 42 anos, residente no Triângulo, e tentou fugir. O Sargento Ary, da Companhia de Barbalha que tinha vindo a Juazeiro apanhar uma viatura na Oficina Alan Martelinho de Ouro, soube do assalto e acionou os colegas. Ao ver a aproximação de equipes do RAIO na perseguição, o rapaz apontou uma arma na direção dos PMs e um deles atirou atingindo o suspeito que foi, imediatamente, socorrido ao Hospital Regional do Cariri. Entretanto, não resistiu à gravidade do ferimento e faleceu no HRC. O corpo foi levado para ser necropsiado na Perícia Forense de Juazeiro.

O último homicídio em Juazeiro tinha ocorrido no dia 17 de dezembro ou há 15 dias sem assassinatos se constituindo num tempo recorde nos últimos 14 meses. Naquele dia, o jovem Railson de Moura Silva, de 19 anos, que residia na Rua José de Alencar, 1062 (Romeirão), foi morto a tiros em um bar no cruzamento da Avenida Aracaju com a Rua Todos os Santos daquele bairro. Ele não tinha passagens pela polícia.

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários