JPMotos
Acusado de crimes em Aurora morre no hospital ao ser empurrado e bater a cabeça no solo
2 de novembro de 2018 às 05:00
45
Visualizações

O paciente Gregório Alves Saraiva, de 44 anos, que residia no perímetro urbano de Aurora, morreu na manhã desta quinta-feira num dos leitos do Hospital Ignez Andreazza daquele município. Por volta das 16 horas de quarta-feira ele se envolveu num entrevero quando estava na Praça do Monsenhor no bairro Araçá e, em meio ao conflito, foi empurrado pelo desafeto. Gregório caiu batendo a cabeça no solo e terminou socorrido às pressas ao hospital.

O mesmo faleceu pouco mais de 15 horas depois em virtude do agravamento do seu quadro clínico e o crime está sendo investigado pela Polícia Civil de Aurora. Gregório tinha algumas passagens pela polícia e o seu corpo foi trazido para ser necropsiado na Perícia Forense de Juazeiro. Segundo o Site do Tribunal de Justiça, ele respondia vários procedimentos por furtos, lesões corporais em Aurora e até já esteve preso em algumas oportunidades.

Este foi o primeiro homicídio do mês de novembro na região do Cariri e o sétimo do ano em Aurora ou dois a mais em relação aos cinco registrados no decorrer do ano passado. O último deste ano tinha acontecido no dia 10 de agosto quando o adolescente Luiz Felipe Coelho Torres, de 15 anos, foi morto a tiros perto da Escola Antonio Landim na Vila Mororó. Ele não tinha passagens, mas era suspeito de envolvimento com drogas.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários