JPMotos
Acusado de crimes foi executado esta tarde com vários tiros em Mauriti
25 de janeiro de 2019 às 05:55
72
Visualizações

Antes mesmo de completar uma semana um novo homicídio foi registrado em Mauriti se constituindo no segundo deste ano no município. Por volta das 13h30min, na Rua Nova no Distrito de Palestina, o ex-presidiário Cícero José dos Santos, de 32 anos, foi executado com vários tiros na cabeça e nas costas. Ele morava na Rua João Paulo II perto do cemitério daquele distrito e ainda tentou correr, mas foi perseguido e baleado até tombar sem vida.

Segundo testemunhas, quatro homens que viajavam num carro de cor preta se aproximaram de Cícero e, sem qualquer discussão, já foram atirando num caso de execução sumária. A polícia foi avisada e o Comandante do Destacamento Militar de Mauriti, Tenente Alcebíades, esteve no local juntamente com os Sargentos J. Cícero e Ednilton e os Soldados Cavalcante, Anielton e Teixeira. Todavia, ninguém foi preso nas diligências feitas pelos policiais.

Cícero José respondeu procedimento por crimes de lesões corporais protocolado no dia 16 de junho de 2009 na Comarca de Mauriti tendo como vítimas Leonardo José do Nascimento e Roberto Simão da Silva. Além disso, respondia dois TCOs (Termos Circunstanciados de Ocorrências), sendo o primeiro por crime de trânsito em agosto de 2017 e o outro por ameaça contra Wildemberg Lopes da Silva protocolado no dia 19 de setembro de 2018 na Comarca de Mauriti.

O último homicídio registrado em Mauriti tinha ocorrido por volta das 23h30min de sexta-feira (18) mais precisamente na estrada do Sítio Alto Vermelho no Distrito de Buritizinho. O agricultor Arnaldo Inácio Pimenta de Oliveira, de 22 anos, que morava no Sítio Cipó daquele distrito, foi morto a tiros quando voltava de uma festa pilotando sua moto. Dois homens se aproximaram noutra moto e já foram atirando quando ainda tentou correr mais morreu enganchado numa cerca de arame farpado.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários