JPMotos
Acusado de homicídio em Assaré tentou matar sua companheira esta noite em Potengi
3 de fevereiro de 2017 às 08:49

20170202181533_6246_capa

Um jovem tido pela polícia como de alta periculosidade foi preso por volta das 20h30min desta quarta-feira na zona rural de Potengi após agredir e causar traumatismo craniano na sua companheira. Os Soldados Brito, Xavier e Cícero enfrentaram dificuldades para prender o ex-presidiário Paulo Roberto Serafim Monteiro, de 28 anos, residente na Vila Marrocos em Potengi, que reagiu. O mesmo tinha acabado de agredido Jailania Martins de Souza, de 29, que está internada no Hospital Regional do Cariri em Juazeiro.

O acusado foi trazido para autuação em flagrante na Delegacia Regional de Polícia Civil de Crato. Paulo Roberto responde por diversos crimes dentre os quais um homicídio praticado no município de Assaré no dia 24 de agosto de 2015. Segundo a polícia, recentemente ele tentou matar sua ex-sogra em Potengi e existem ainda procedimentos contra o mesmo de quatro furtos e mais dois arrombamentos em Potengi, Nova Olinda, Crato e Juazeiro do Norte.

OUTROS – Duas horas antes, porém no Bar de Lelé que funciona na Rua Getulio Vargas, 83 (Bairro Vila Alta) em Crato, Francisco Luciano Nunes Palmeira, de 53 anos, foi esfaqueado e socorrido ao Hospital São Camilo. Militares do Ronda do Quarteirão diligenciaram e prenderam o acusado Tallys José Silvestre Borges, de 39 anos, em frente ao Mercado Central Walter Peixoto. A vítima foi atingida com duas perfurações no pescoço e mais uma no antebraço.

Já no início da madrugada desta quinta-feira no bairro Alto da Penha, igualmente em Crato, o vigilante Guilherme Roney, de 26 anos, denunciou ter sido vítima de um atentado à bala. Segundo ele, passava em uma de suas áreas de trabalho na Rua Bruno de Meneses naquele bairro quando dois homens em uma moto se aproximaram e o garupeiro atirou. O vigilante escapou ileso e a polícia diligenciou sem o êxito de localizar a dupla.

Esta semana foi registrado um conflito entre detentos no interior da cadeia pública de Lavras da Mangabeira durante uma revista feita por agentes penitenciários e policiais militares. Jonas Euclides de Souza Mesquita, de 23 anos, que responde por roubo, entrou em luta corporal com Alisson Rodrigues Diniz, de 22 anos, o “POP 100”, acusado de lesão corporal. Em meio ao entrevero, Jonas se voltou contra os agentes penitenciários e, por questões de segurança, terminou transferido para a cadeia publica de Icó.

Por Demontier Tenório
Com Pareria Site Miséria.com.br

204 total views, 2 views today

ComentáriosComentários