JPMotos
Acusado de matar garota no centro de Juazeiro foi condenado a 23 anos de prisão
23 de fevereiro de 2017 às 09:28

Durou quase dez horas o julgamento do mecânico José Wilson dos Santos Ferreira Filho, de 21 anos, acusado do assassinato da comerciária Fernanda Ticiane Rocha Pessoa, então com 23 anos. O crime aconteceu no início da tarde do dia 16 de maio de 2015 na Rua Santa Luzia perto do cruzamento com a São Paulo no centro de Juazeiro do Norte. Por volta das 18 horas o Juiz de Direito, Luiz Sávio de Azevedo Bringel, leu a sentença que condenou o réu a 23 anos de prisão.

O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri acatou a tese de acusação formulada pelo Promotor de Justiça, Nivaldo Magalhães, repelindo os argumentos da defesa sustentados pelo advogado Rafael Uchoa. O auditório do Fórum Desembargador Juvêncio Santana, onde a sessão ordinária aconteceu, apanhou um bom público com a maioria formada por familiares e amigos da vítima que foi executada a tiros na cabeça causando a sua morte no local onde terminou lesionada.

A sessão do Tribunal do Júri atraiu muitos familiares e amigos da vítima e foi presidida pelo Juiz de Direito, Sávio Bringel (Foto: Guto Vital/Agência Miséria)

Após o crime, Zé Wilson fugiu numa moto Honda Fan de cor branca pilotada por Cícero Luan da Silva, de 23 anos, o qual não foi submetido a julgamento e, da mesma forma, está preso na Cadeia Pública de Juazeiro. Só que, agora, o autor dos disparos será recambiado para a Penitenciária Industrial e Regional do Cariri em virtude de sua condenação. Zé Wilson mora na Rua Pinto Madeira (Pirajá) em Juazeiro e responde outro procedimento junto à 2ª Vara Criminal, sendo este por tráfico de drogas.

No dia 6 de março de 2015 ou cerca de dois meses antes de matar Fernanda, ele foi preso em sua casa com 13 trouxinhas de maconha juntamente com a garçonete Tathiany Alves da Silva, de 33 anos. Exatamente um mês após a execução da comerciária que residia no bairro Tiradentes, Zé Wilson e Luan foram presos por policiais civis cumprindo mandados judiciais. O motivo do crime foi o assassinato de Cláudio Henrique Macedo Rodrigues, de 17 anos, o “Pivete” que era amigos dois e foi morto por um irmão de Fernanda no dia 1º de janeiro de 2015 no bairro Leandro Bezerra.

O acusado fugiu e seus familiares passaram a receber ameaças de amigos de “Pivete”. Inclusive, Fernanda trocou o emprego numa loja de calçados no Shopping por sair tarde da noite e passou a trabalhar com a irmã em um dos boxes do Mercado Central. Quando se apresentou dias após o assassinato dela, Cícero Luan, residente na Rua Todos os Santos (Romeirão), disse que apenas pilotava a moto sem saber que o seu colega iria matar alguém dando uma carona ao mesmo.

 

Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

79 total views, 1 views today

ComentáriosComentários