JPMotos
Acusado de vários crimes foi morto esta madrugada em Juazeiro do Norte
5 de fevereiro de 2018 às 10:57
56
Visualizações

Após um intervalo de 16 dias sem o registro de homicídios em Juazeiro do Norte, um homem foi assassinado por volta de uma hora da madrugada deste domingo. Uma do Policiamento Ostensivo Geral (POG) foi avisada sobre estampidos de arma de fogo na Rua Dom Bosco (Santa Tereza) e, no local, os PMs se depararam com o usuário de drogas Francisco Alves da Costa Neto, de 31 anos, já sem vida. Ninguém deu testemunhos sobre autoria dos disparos alegando que, apenas ouviram os estampidos.

A vítima morou no bairro Lagoa Seca e respondia por alguns procedimentos. Em janeiro e março de 2013 por furto e corrupção de menores. Em abril e agosto do mesmo ano, respectivamente, furto e receptação, além de tráfico de drogas. Outros procedimentos por roubo em novembro de 2014 e um furto em outubro de 2015. No dia 15 de junho de 2016 foi preso no cruzamento das ruas São Pedro e Independência com um botijão de gás que tinha furtado de um bar.

Já no dia 23 de agosto do mesmo ano voltou a ser preso sob acusação de furto em um estabelecimento comercial no bairro Betolandia juntamente com Antonio Marcelo Isidro de Araújo, de 23 anos, residente no bairro Leandro Bezerra. A dupla estava com seis carteiras de cigarros, três isqueiros e seis lâmpadas fluorescentes ao ser abordada pelos PMs que tinham recebido informações sobre o furto no estabelecimento que funciona na Rua Governador Miguel Arrais ali perto.

Foi o primeiro homicídio do mês de fevereiro e o quarto deste ano em Juazeiro, onde, até essa data no ano passado, 13 pessoas já tinham sido assassinadas. A última deste ano foi no dia 19 de janeiro tendo como vítima Eduardo Leandro Alves, de 23 anos, o “Bebezão” que residia na Rua Domingos Sávio (Timbaúbas). Ele foi espancado por internos da penitenciária que o decapitaram, colocaram a cabeça junto dos pés e atearam fogo carbonizando o corpo numa das vivências da PIRC.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários