JPMotos
Antes de morrer, Tenente do Corpo de Bombeiros narra o fato, ao se deslocar de Diamante para Itaporanga
19 de outubro de 2018 às 05:03
63
Visualizações
Uma triste notícia trouxe forte comoção para toda a população da cidade de Diamante (PB), na tarde desta quinta-feira (18). Um Tenente do Corpo de Bombeiros não suportou as fortes dores que ele sentiu na região do peito e acabou morrendo, em função de um infarto fulminante.
Marlene Demésio de Lima, 41 anos de idade, faleceu já dentro de uma enfermaria no Hospital Distrital de Itaporanga, após ter passado por uma consulta médica, se queixando de fortes dores na cabeça e na região do peito.
De acordo com sei irmão, o Policial Militar conhecido popularmente por Zico, Marlene teria se deslocado para o HDI acompanhado do seu cunhado, e durante a viagem, narrou que não suportaria as fortes dores. “Tanto que trabalhei para chegar até aqui, e sei que meu dinheiro não servirá para me salvar. Eu vou morrer”, disse o tenente minutos antes de vir a óbito.
Marlene era 2º Tenente do Corpo de Bombeiros da Paraíba. Ele ingressou na corporação no ano de 2004, depois de ter passado quatro anos como soldado da Polícia Militar.
O tenente era uma pessoa bem quista na cidade e gostava de praticar esportes. Com sua esposa Fernanda, ele deixou três filhos menores, Vitor, Vinicius e Vitória.
Marlene era membro de uma das maiores famílias da cidade de Diamante. Ele deixa 9 irmãos, dos quais, 3 são militares.
A família informou que o corpo está sendo velado na casa do Tenente, que fica na Rua Gustavo Pereira, nas proximidades da Escola Adilina.
A Missa de Corpo Presente será realizada às 16h desta sexta-feira (19), na Igreja Nossa Senhora da Conceição em Diamante, para em seguida dar continuidade ao sepultamento.
Os companheiros de farda de Marlene deverão prestar suas ultimas homenagens. Ele prestava seus serviços na cidade de Itaporanga.
Fonte Diamante Online
ComentáriosComentários