JPMotos
Após 26 ataques a ônibus e prédios, além do assassinato de um PM, ninguém está preso pelas ações terroristas na Grande Fortaleza
30 de julho de 2018 às 12:19
17
Visualizações

Atentado 23

Nada menos, que 15 ônibus foram incendiados em Fortaleza, Caucaia e Horizonte em três dias

Atentado 20

Uma bomba incendiária (coquetel molotov) atingiu um rabecão no pátio da Pefoce, no sábado

Atentado 21

Ataques a coletivos ocorreram em 12 bairros da Capital, além de Caucaia e Horizonte

Atentado 25

Subtenente PM RR Barbosa foi executado a tiros

Quinze ônibus incendiados – a maioria totalmente destruída – e 11 prédios públicos e privados atacados, além de um policial militar assassinado. Este é o balanço atualizado da onda de atentados registrada em Fortaleza e Região Metropolitana (RMF) desde a madrugada da última sexta-feira (27) e que se estendeu até a noite do domingo (29). Até o momento não há ninguém preso. Três suspeitos foram detidos, mas, por falta de provas, acabaram liberados pela Polícia.

De acordo com os registros das autoridades, os 11 ônibus foram incendiados (total ou parcialmente nos seguintes bairros e cidades: Conjunto Alvorada, Álvaro Weyne, Jacarecanga, Parque Dois irmãos,  Sapiranga-Coité, Parque São José, Bela Vista, Passaré, Cristo Redentor, Vila Velha, Bonsucesso, Granja Portugal (em Fortaleza), além de Caucaia e Horizonte.

Já os prédios públicos e privados alvos de atentados foram os seguintes: delegacia do 27º Distrito Policial (Bairro João XXIII/Capital), Secretaria Municipal de Segurança Cidadão (bairro Vila União/Capital), Sub-Sede do Detran no bairro São Gerardo (Capital), Sede da Perícia Forense do Estado do Ceará/Pefoce, na Avenida Presidente Castello Branco/Avenida Leste-Oeste, no bairro Moura Brasil (Capital), Delegacia de Polícia Civil de Chorozinho (RMF), agência do Banco Itaú da Avenida Washington Soares, no bairro Água Fria/Capital, Agência Caixa Econômica na Avenida Francisco Sá, bairro Carlito Pamplona/Capital, agência dos Correios na Avenida Francisco Sá, bairro  Jacarecanga/Capital, Posto da Secretaria Estadual da Fazenda/Sefaz (BR-222/Caucaia), Depósito do Detran (Maraponga) e sede da Autarquia Municipal de Trânsito de Caucaia (Caucaia?sede).

Policial morto

Ainda por conta da onda de ataques, um policial militar foi morto ao ser atingido por vários tiros disparados por dois homens que fugiram em uma motocicleta. O crime ocorreu por volta de 20h25 no cruzamento das ruas Raimundo Nery e Dom Xisto Albano, no bairro Vila Peri, na zona Sul da Capital. A vítima foi o subtenente da Reserva  Remunerada (RR)  da Polícia Militar, Juciano de Lima Barbosa.

Conforme a equipe de socorristas e médicos do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) que atendeu à ocorrência, o subtenente Barbosa foi atingido por quatro tiros nas costas, um na cabeça, um no braço e outro no abdome. O militar ainda chegou a ser levado para o “Frotinha” de Parangaba, mas não resistiu. Os atiradores fugiram numa moto em direção ao bairro Siqueira e até agora não foram localizados.

Ataques no domingo

Às 20h15 de ontem (domingo), a Polícia recebeu a informação de um atentado a um ônibus da empresa Vitória, na BR 222, km 23, localidade de Boqueirão, em Caucaia-CE, próximo ao Posto Bandeira Branca. Segundo informações do cobrador do ônibus, o coletivo foi abordado por um automóvel e uma motocicleta com vários homens armados,  que mandaram os ocupantes descerem e atearam fogo no ônibus, bem como efetuaram disparos contra o mesmo. Ele também informou que os mesmos criminosos atiraram contra o Posto Fiscal da SEFAZ em Caucaia, na BR 222, km 22.

Nota Oficial da SSPDS

No fim da tarde do domingo, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) reuniu a Imprensa para uma entrevista coletiva em que foram anunciadas as medidas para conter a onda de atentados, como o reforço no Policiamento Ostensivo Geral (POG) em Fortaleza, o emprego do efetivo das forças especiais (batalhões de Choque, Raio e BPRE), além de um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), escolta de ônibus no período da madrugada (corujões), reforço no policiamento nos terminais de passageiros e investigações da Delegacia de Repressão às Ações do Crime Organizado (Draco) para identificar e prender os responsáveis pelos ataques ao sistema e transporte coletivo e a prédios públicos e privados.

Leia a nota da SSPDS sobre os fatos:

“A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informa que três suspeitos de participarem das ocorrências contra coletivos e prédios públicos, em Fortaleza, Horizonte e Caucaia, nessa sexta-feira (27) e na madrugada deste sábado (28), foram identificados. Além disso, durante as diligências feitas, foram conduzidos à Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) dois suspeitos de praticarem atos criminosos nessa sexta-feira (27). Por não ter sido caracterizada situação de flagrante, os homens foram liberados, mas continuam sob investigação, uma vez que foi aberto inquérito na delegacia especializada.

O policiamento ostensivo continua reforçado em Fortaleza e Região Metropolitana da Capital, com aumento de composições do Policiamento Ostensivo Geral (POG), da Força Tática (FT) e de equipes especializadas do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) e Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) da Polícia Militar do Ceará (PMCE). Um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas da SSPDS (Ciopaer) dá apoio às ações policiais no combate e prevenção aos crimes. A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) investiga a motivação e autoria dos delitos.

A última ação criminosa foi registrada, na madrugada de hoje (28), na Autarquia Municipal de Trânsito de Caucaia – Área Integrada de Segurança 11 (AIS 11). Por volta de 1h50min da manhã, jogaram um coquetel molotov por baixo da porta do órgão, queimando parte da parede do estabelecimento público. O fogo logo foi contido e não teve maiores danos. O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) e a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) estiveram no local para averiguações. Não foram registradas vítimas. As Forças de Segurança continuam trabalhando, em parceria com a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus), para garantir a circulação normal dos coletivos.

Denúncias: A população pode contribuir com o trabalho da Polícia, denunciando criminosos que tenham participado das ocorrências, ligando para o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança no número 181. O sigilo é garantido”.

Com Informação Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários