JPMotos
Bombeiros encontraram no mangue da Vila Velha os corpos das garotar torturadas e mortas
9 de março de 2018 às 14:47
174
Visualizações

FORTALEZA 06 DE MARÇO DE 2018 – BUSCA PELA OS CORPOS DAS TRES MULHERES TORTURADAS E MORTAS NO MARGUE LOCALIZADO NO PARQUE LEBLON EM CAUCAIA

O Corpo de Bombeiros Militar (CBM)  fez buscas no mangue com o auxílio de cães de faro

O Corpo de Bombeiros Militar (CBM) localizou na manhã desta sexta-feira (9) os corpos das três mulheres que haviam sido seqüestradas por bandidos de uma facção criminosa e levadas para o mangue do Rio Ceará. Os restos mortais das vítimas foram localizados há cerca de 20 minutos na área do mangue do bairro Vila Velha, próximo a um estaleiro. Equipes do Núcleo de Busca e Salvamento Major Rosana Busson (NBS) foram os responsáveis pela localização dos corpos.

As buscas já duravam cinco dias. Bombeiros e policiais civis e militares faziam a varredura em toda a extensão do mangue nas margens do Rio Ceará, estendendo o raio de ação do bairro Vila Velha, na zona oeste de Fortaleza, ao Parque Leblon, em Caucaia, do outro lado da ponte localizada na foz do rio.

Por volta de 8 horas, a equipe de mergulhadores e de busca do NBS localizou os corpos que seriam das jovens identificadas como Nara Aline Mota de Lima, Darciele Anselmo de Alencar e Ingrid Teixeira Pereira . Os cadáveres estavam na área do mangue próximo ao Liceu da Vila Velha, na zona Oeste de Fortaleza.

Sequestro e tortura

As três mulheres foram seqüestradas em uma residência localizada na Barra do Ceará, na noite do dia 1º. Sob a mira de armas, foram colocadas em um veículo e levadas para o mangue. Ali, passaram por uma sessão de torturas em que foram obrigadas a gravar um vídeo dizendo que estavam naquele momento “rasgando a camisa” da facção Comando Vermelho (GDE) e passando para o lado da facção Guardiões do Estado (GDE).

Logo em seguida, foram executadas a tiros e decapitadas. Nas imagens do vídeo postado nas redes sociais pelos próprios criminosos, elas apareceram ainda vivas implorando para não serem mortas. Os apelos foram em vão e, depois, das execuções, os bandidos trataram de cortar as cabeças e jogá-las nas águas do mangue.

Na última quarta-feira, policiais do 7º DP (PIrambu) capturaram três homens adultos e um adolescente suspeitos de terem praticado os assassinatos. Um deles confessou tudo. Os demais negaram. Um quinto suspeito já foi identificado e permanece foragido. Já o menor, foi ouvido no Juizado da Infância e da Adolescência e liberado.

Com Informação Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários