JPMotos
Carreta com carga de cigarros contrabandeados apreendida pela PM em Jardim levava ainda Rebite
17 de agosto de 2017 às 12:06

A polícia ainda não sabe dizer quem enviou e qual seria o destino da carga de cigarros contrabandeados do Paraguai apreendida na tarde do último dia 31 de julho na CE-060 pelo Sargento Marisvaldo, o Cabo Barros e o Soldado Alves. A carreta procedia de São Paulo na direção de Juazeiro e o motorista fugiu por dentro do mato ao notar a aproximação da viatura quando se encontrava estacionado na saída de Jardim. O veículo foi trazido para a Delegacia da PF em Juazeiro e a carga avaliada pela Receita Federal.

Na mesma 496 caixas cada uma com 50 unidades do cigarro Mighty e 317 caixas do cigarro Mix. Além disso, 15 sacos cada um com 100 pacotes de cigarros Mix com menta e mais 26 sacos cada um com 100 pacotes de cigarros Mighty, bem como um saco com 150 pacotes de cigarros Mix, outro da marca Mighty e mais um saco com 19 pacotes de cigarros Mix

Os policiais observaram ainda um adesivo de identificação do Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas contendo anotações feitas a caneta no caso “William Serpa – Rua Barão de Parnaíba, 176 no Centro de Campinas (SP); Rafael de Paula Oliveira”. A polícia descobriu que o dono da carreta já faleceu e mais ainda que o número do motor é de outro veículo e tudo está sendo periciado para saber a verdadeira procedência do mesmo.

Chamou a atenção ainda o achado de 60 comprimidos Nobésio Extra Forte, conhecido popularmente por rebite e muito utilizado por caminhoneiros e estudantes. São drogas sintéticas classificadas como anfetaminas e seus derivados que deixam o usuário “aceso”. Elas atuam no Sistema Nervoso Central, estimulando-o a trabalhar em um ritmo mais acelerado. Assim, a pessoa consegue efetuar atividades, como dirigir ou estudar, por mais tempo que o normal, sem se cansar.

Por Demontier Tenório
ComParceria Site Miséria.com.br

164 total views, 1 views today

ComentáriosComentários