JPMotos
Ceará é o 3º que mais transfere presos para segurança máxima
2 de novembro de 2016 às 10:11

20161102063021_7955_capa

Com o objetivo de diminuir a atuação de detentos dentro e fora dos presídios, uma das opções utilizada pelo sistema penitenciário é a transferência de presos para unidade de segurança máxima. O Ceará, segundo levantamento da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus), é o terceiro estado do país que mais transferiu detentos para esses locais, ficanda atrás apenas para Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte, respectivamente.

Foram 41 transferências neste ano. Conforme Sejus, por segurança, só é autorizada a transferência de, no máximo, dois presos por viagem, que sempre é de avião. Eles são escoltados por policiais civis, embarcam num setor especial e sentam em um local reservado do avião, sempre muito discreto. O processo é custeado pelo Estado.

No fim de outubro, um homem condenado por dois assassinatos em 2011, na Região do Cariri, foi transferido para uma unidade em Porto Velho. Ele havia fugido da Casa de Privação Provisória de Liberdade I em março e foi preso em Alagoas.

Um dos homens que figurava na listaa dos mais procurados do Ceará também foi remanejado recentemente. Ele é suspeito de participar em mais de 50 homicídios. Ele foi preso na Bahia e está no presídio de Catanduvas.

Os presos só ficam nas unidades por um ano, mas o prazo pode ser ampliado a pedido da Justiça. No Brasil são quatro penitenciárias: Campo Grande (MS), Porto Velho (RO), Mossoró (RN) e Catanduvas (PR).

Fonte: G1 CE

178 total views, 1 views today

ComentáriosComentários