JPMotos
Chefe do CV no Jangurussu é capturado com arsenal e drogas em operação da Polícia Civil nesta quinta
24 de janeiro de 2019 às 12:30
699
Visualizações

Coroa 4 Coroa

Um arsenal foi apreendido com Joaquim Otaviano Gomes, o “Lobão”, chefe do CV no Jangurussu

Uma operação da Polícia Civil realizada na manhã desta quinta-feira (24) em Messejana resultou na prisão de um bandido apontado como um dos chefes da facção Comando Vermelho (CV) em Fortaleza. O criminoso ordenava assassinatos e controlava o tráfico de drogas e o aluguel d e armas e munições para quadrilhas que agiam na região do Grande Jangurussu, a partir do Conjunto São Cristóvão. A Polícia acredita ter chegado na liderança da organização e apreendeu um grande arsenal do crime, incluindo pistolas e munição. Drogas também foram encontradas pelos agentes.

A prisão de Joaquim de Almeida Otaviano Gomes, o “Coroa” ou “Lobão”, 47 anos, foi realizada através de uma investigação sigilosa que vinha sendo realizada há vários meses pelos policiais do 30º DP. Conforme as autoridades, “Lobão” tinha um pequeno exército de bandidos à sua disposição e entrega aos seus “soldados” armas, drogas e munição para o cometimento dos crimes de tráfico e assassinatos. Há suspeitas de que ele tenha ordenado dezenas de execuções sumárias no Grande Jangurussu nos últimos seis meses, crime por “acerto de contas” e pela rivalidade do CV com a facção Guardiões do Estado (GDE).

Criminoso

“Lobão”, que é natural da cidade de Tururu (a 107Km de Fortaleza), tinha um arsenal em sua residência no momento em que foi cercado pela Polícia Civil na manhã desta quinta-feira, mas não teve ao menos tempo de ensaiar uma reação. Foi algemado e encaminhado à delegacia junto com, pelo menos, nove pistolas de diferentes calibres, vários carregadores, muita munição, além de drogas e aparelhos celulares.

Em sua ficha criminal no Sistema de Informações Policiais (SIP), da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), consta que ele já respondia na Justiça há, pelo menos, dois crimes de homicídio e outro de concurso material.

Para a Polícia Civil, a prisão do bandido deve resultar na elucidação de vários assassinatos ocorridos nos últimos meses em bairros e comunidades como Conjunto São Cristóvão, Conjunto João Paulo II, Palmeiras e na área do José Walter e do Conjunto Ceará.

Com Informação Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários