JPMotos
Cinco presos em Mauriti e Milagres e boa quantidade de maconha, cocaína e crack
14 de setembro de 2017 às 06:25

Uma operação conjunta de policiais civis e militares de Mauriti, Milagres e Barro resultou nas prisões de cinco pessoas e apreensão de boa quantidade de substâncias entorpecentes nas duas primeiras cidades. O trabalho aconteceu na noite desta terça-feira com base no cumprimento de mandados judiciais tendo o objetivo de combater o tráfico de dogas na região do Cariri. Só de maconha foram 17 Kg e 440 gramas, além de 839 gramas de cocaína e mais 21 gramas de crack.

Os policiais prenderam Simone Monteiro de Oliveira, de 29; Diego Agostinho Bezerra, de 26; Aglailson Ferreira Fernandes, de 24, apelidado por “Neném”; Cícero Daniel de Santana, de 22, conhecido por “Buguinha” e o menro de iniciais F. J. O. S., de 16 anos. Simone mora na Rua José de Alencar, 152 (Bairro Francisca do Socorro) em Milagres e é casada com “Boneco” que se encontra preso cumprindo pena por tráfico de drogas na Penitenciária de Juazeiro.

Foram presos Diego, Simone, Neném e Buguinha e apreendido um adolescente (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Já Diego disse ser servente de pedreiro e mora na Rua Padre Argemiro, 127 no centro de Mauriti; “Neném” falou que é agricultor e reside na Rua Glicério Leite (Bairro Serrinha) em Mauriti; enquanto “Buguinha” também trabalha como servente e mora na Rua do Meio, 29 (Casas Populares) em Mauriti; e o adolescente falou que é estudante e reside perto de “Buguinha”. Todos estão recolhidos nas cadeias de Mauriti e Milagres à disposição da justiça.

Em poder do quinteto os policiais apreenderam ainda quatro balanças de precisão, 668 pinos usados para acondicionar drogas, uma bacia usada para pesagem de substâncias entorpecentes, dois rolos de fita gomada, dois rolos plásticos e nove aparelhos celulares. Além disso, um saco de estopa para guardar a droga, R$ 970,00 em dinheiro, uma prensa com macaco, caixa da prensa, alavanca e módulo, uma chave de fenda, dois capacetes e uma moto Honda NXR 150 Bros ES de placa OEY-1963.

Em nome dos Destacamentos Militares de Milagres e Mauriti comandaram a “Operação Sangue Frio” o Tenente Georges e o Sargento Leandro, juntamente com os Delegados de Polícia Civil Gleydson e Rogny. O apoio foi garantido pelos Sargentos Siqueira, Rodrigues, Geocondes e Sousa e os Soldados Lima, Rezende, Moura, Clemente, Domingos, Anielton e Clistenes. O grupo incluiu ainda escrivães e inspetores das delegacias de Milagres, e Brejo Santo.

Por Demontier Tenório
Com Parceria Site Miséria.com.br

90 total views, 1 views today

ComentáriosComentários